Escolha da sede de 2026 marca a véspera do início da Copa do Mundo

Candidatura conjunta de México, Estados Unidos e Canadá é o favorita. Marrocos também está na disputa

Por AFP

Ruas da Rússia já estão no clima da Copa do Mundo
Ruas da Rússia já estão no clima da Copa do Mundo -

Rússia - A Fifa definirá na quarta-feira a sede do Mundial de 2026, com um favoritismo para a candidatura conjunta de México, Estados Unidos e Canadá, enquanto cresce a expectativa para o jogo de abertura da Copa do Mundo da Rússia-2018, na quinta-feira, entre o país sede e a Arábia Saudita. Marrocos é o outro postulante na disputa pela Copa de 2026. Caso a candidatura da América do Norte triunfe, esta será a primeira vez que uma região completa receberá o Mundial.

O México sonha em receber uma Copa do Mundo pela terceira vez, mas se isto acontecer a final não será disputada no famoso estádio Azteca, que viu as vitórias do Brasil de Pelé em 1970 e da Argentina de Maradona em 1986.

Os Estados Unidos organizaram a Copa de 1994, vencida pelo Brasil. Ao contrários dos parceiros de candidatura, que não disputam o Mundial da Rússia, o México espera que o resultado da votação sirva de estímulo a sua seleção, que sonha em chegar às quartas de final da Copa do Mundo, depois de seis eliminações consecutivas nas oitavas.

Com quatro candidaturas frustradas (1994, 1998, 2006 e 2010), Marrocos acredita no apoio das federações africanas e europeias para surpreender os postulantes da América do Norte, que receberam o apoio das 10 confederações que integram a Conmebol.

 

Últimas de Esporte