Carrasco do Brasil na Copa do Mundo ficará sem jogar por lesão no joelho

De Bruyne não será submetido a uma operação de ligamento mas terá que se ausentar dos gramados por no mínimo 3 meses

Por ESTADÃO CONTEÚDO

De Bruyne marcou o segundo gol da Bélgica e eliminou o Brasil da Copa do Mundo
De Bruyne marcou o segundo gol da Bélgica e eliminou o Brasil da Copa do Mundo -

Inglaterra - Dois dias depois de se lesionar o joelho direito em um treinamento na cidade de Manchester e após passar por vários exames médicos, o meia belga Kevin De Bruyne ficará três meses sem jogar no Manchester City. O prazo de recuperação do jogador foi revelado nesta sexta-feira pelo clube da Inglaterra em um comunicado em seu site oficial.

Kevin De Bruyne fez uma atuação de gala contra o Brasil na Copa do Mundo da Rússia. Além de comandar o meio de campo, o meia marcou o segundo gol da vitória da Bélgica, eliminando a Seleção do sonho do hexacampeonato. 

A "boa notícia" é que não será preciso fazer uma cirurgia para tratar a lesão nos ligamentos do joelho direito de Kevin De Bruyne. "Não será necessária nenhuma operação cirúrgica e o jogador ficará três meses sem jogar. Todos no City desejam a ele uma rápida recuperação", informou o clube em seu comunicado.

Não é a primeira vez que Kevin De Bruyne machuca o joelho. Em 2016, ele teve um problema semelhante e ficou pouco mais de dois meses afastado dos gramados. O jogador é peça fundamental na equipe do técnico espanhol Pep Guardiola e na última temporada contribuiu para a conquista do Campeonato Inglês.

O Manchester City iniciou a defesa do título no último final de semana com uma vitória por 2 a 0 sobre o Arsenal, fora de casa. Kevin De Bruyne entrou no segundo tempo porque voltou recentemente de férias. O jogador se apresentou depois da maioria do elenco pois conquistou, junto com a seleção da Bélgica, o terceiro lugar na Copa do Mundo da Rússia.

A lesão no joelho também o prejudicará na seleção. Caso fique três meses em recuperação, Kevin De Bruyne perderá os quatro jogos da fase de grupos da Liga das Nações - dois contra a Suíça e outros dois contra a Islândia - e amistosos contra Escócia (em setembro) e Holanda (outubro).

Últimas de Esporte