Veteranos enchem a bola dos garotos

Thiago Silva e Filipe Luís elogiam a reformulação feita por Tite na Seleção

Por

Thiago Silva e Casemiro no aquecimento: recomeço após o Mundial -

Às vésperas de seu primeiro jogo após a eliminação para a Bélgica na Copa do Mundo da Rússia, a seleção brasileira viveu mais um dia de treinos, ontem, em Nova Jersey. Com direito a golaço de Neymar, o técnico Tite comandou o grupo, mas sem dar dicas de quem será o titular no amistoso de sexta-feira, contra os Estados Unidos. Coube aos 'veteranos' Thiago Silva e Filipe Luís, em coletiva, darem o tom do ambiente do grupo, pronto para iniciar a volta por cima após o Mundial.

"O recomeço é sempre desafiador, mas fizemos um bom trabalho. A tristeza é inevitável após uma eliminação na Copa e os mais experientes têm que passar para os novatos que é preciso ter entendimento rápido do que o homem quer, acolher os meninos para que eles cheguem da melhor maneira possível e nos ajudem", disse Thiago Silva.

Na mesma linha do zagueiro, Filipe Luís elogiou a reformulação promovida por Tite, que deu chance a novatos como Paquetá e Arthur, entre outros. "Tento ajudar, conversar com cada um. É importante esses meninos saberem que não vão ser convocados de novo por causa do jogo de sexta, e sim pelo que eles fizerem no clube. Tem que jogar para a Seleção, para o coletivo", enfatizou, acrescentando, porém, que que a idade não deve ser levada em conta para a disputa do Mundial.

"Ninguém faz planos para quatro anos. Claro que quero estar no Catar. Futebol mudou e cada vez os jogadores se cuidam mais. Eu quero estar em alto nível. Não devemos julgar um jogador pela idade e sim pelo momento. Se estiver entre os melhores com 38 anos, como o Daniel estava assim com 35, porque não pode jogar?", indagou.

 

Comentários

Últimas de Esporte