Para Parreira, 'Neymar e Messi não fizeram o que torcida esperava deles na Copa'

Craques estão fora da disputa do prêmio de melhor jogador do mundo

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Parreira foi campeão mundial em 1994
Parreira foi campeão mundial em 1994 -

Rio - Fora da disputa do prêmio "The Best", concedido pela Fifa ao melhor jogador do ano - os concorrentes são o português Cristiano Ronaldo, o croata Luka Modric e o egípcio Mohamed Salah -, Neymar e Lionel Messi decepcionaram na Copa do Mundo da Rússia e isso foi determinante para o fracasso deles na última temporada. Assim definiu Carlos Alberto Parreira, em uma entrevista ao site da Fifa nesta quarta-feira. "As pessoas depositaram 'muitas expectativas', mas os jogadores não conseguiram fazer tudo que a torcida esperava deles".

Neymar foi muito criticado após a Copa - Reprodução/Instagram
 

"É uma constante da Copa do Mundo, não dá para ganhar só com talento e nem sem ele, ou sem espírito de equipe. É dito que as seleções ganham troféus e os jogadores com talento, partidas, já que surpreendem fazendo algo inesperado ou fora do comum", afirmou Parreira, que é o chefe do Grupo de Estudo Técnico da Fifa e comandou uma análise de tudo o que aconteceu na Copa do Mundo.

O ex-treinador brasileiro disse que o futebol das seleções que participaram do Mundial se baseou principalmente em diminuir os espaços e passar ao campo adversário "o mais rápido possível". Assim puderam vencer como "conjuntos", com a ajuda dos talentos individuais. "O futebol não melhora nem piora, simplesmente vai mudando com o tempo. A posse da bola já não é imperativa", reconheceu.

Messi não fez uma boa Copa do Mundo - AFP

Parreira também ressaltou que na Copa do Mundo o meia belga Eden Hazard teve a oportunidade de ser o melhor jogador do torneio, mas "a balança pendeu" para o croata Luka Modric graças ao seu trabalho em todo o campo. "Por outro lado, Cristiano Ronaldo é outro tipo de jogador, que é profundamente aplicado no aspecto técnico, e Mbappé demonstrou que é um jogador fora de série", analisou.

O brasileiro estará presente na Conferência de Futebol da Fifa, que será realizada no próximo dia 23, em Londres - um dia antes da premiação da entidade aos melhores do ano. O evento contará com mais de 150 técnicos, entre eles Tite; Didier Deschamps, da França; Zlatko Dalic, da Croácia; Roberto Martínez, da Bélgica; Gareth Southgate, da Inglaterra; e Luis Enrique, da Espanha.

Galeria de Fotos

Parreira foi campeão mundial em 1994 Divulgação
Neymar foi muito criticado após a Copa Reprodução/Instagram
Messi não fez uma boa Copa do Mundo AFP

Últimas de Esporte