Um dia de fúria (e ovos) na Colina

Revoltada ao ver o time perto do Z-4, torcida cerca os jogadores no aeroporto e protesta na sede do clube

Por ASSINATURA REPÓRTER ??????? ??

Valentim não venceu desde que assumiu o Vasco: quatro derrotas em quatro jogos -

Sem vencer há quatro rodadas no Campeonato Brasileiro, desde que o técnico Alberto Valentim assumiu o comando, o Vasco, seriamente ameaçado de rebaixamento, provocou a ira da torcida. Um dia depois da derrota para o Vitória, em Salvador, um grupo de cruzmaltinos tentou cercar os jogadores no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no desembarque da delegação, enquanto outro protestou em São Januário, com direito a ovos e garrafas atirados em direção à fachada do clube.

Na sede, alguns torcedores ainda picharam os muros pedindo a saída do presidente, Alexandre Campello, e do presidente do Conselho Deliberativo, Roberto Monteiro. E o drama pode sem ampliado em breve. Em 16º lugar na tabela de classificação, com 24 pontos, o Vasco poderá entrar no Z-4 na quinta-feira caso a Chapecoense vença o Atlético-PR, na Arena Condá, em jogo adiado da 20ª rodada.

Ontem, na Colina, a confusão só não teve maiores proporções porque a Polícia Militar foi acionada e conseguiu dispersar os torcedores disparando balas de borracha. Eles protestaram antes da reunião do Conselho de Beneméritos do clube e identificaram como sendo de dirigentes do clube carros saindo do local segundo a PM, um deles seria o de Alexandre Campello.

SEM CONTATO NO TOM JOBIM

No Aeroporto Tom Jobim, cerca de dez torcedores esperaram o desembarque do time, mas um encontro foi evitado depois que os jogadores evitaram o saguão e deixaram o aeroporto pela pista, de ônibus somente membros do departamento de futebol passaram pelo saguão com material do clube, mas nenhum incidente foi registrado.

O Vasco volta a treinar hoje, no CT na Zona Oeste, de olho no decisivo clássico com o Flamengo, sábado, às 19h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Vencer o arquirrival passa a ser uma obrigação para os comandados de Alberto Valentim, que também precisa de um bom resultado para mostrar serviço e abrandar a ira da revoltada torcida cruzmaltina.

 

Galeria de Fotos

Atitude 67: os seis no alto e, acima, Pedrinho comandando o público do grupo Divulgação
Coletivo Madalenas Rio: grupo teatral de mulheres feministas Nathali de Deus
As Marias do Brasil: grupo é formado por empregadas domésticas e já possui carreira internacional Divulgação
Valentim não venceu desde que assumiu o Vasco: quatro derrotas em quatro jogos Rafael Ribeiro/Vasco
Valentim terá semana cheia para trabalhar. Pichação em muro na Colina pede saída do presidente Campello foto do leitor

Comentários

Últimas de Esporte