Mais Lidas

Polícia perde provas do estupro que ex-modelo entregou contra Cristiano Ronaldo

Além das declarações, vestido e a roupa íntima desapareceram

Por O Dia

Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo -

Alemanha - O desenrolar da acusação de estupro de Cristiano Ronaldo ganhou um novo capítulo. Dessa vez, a polícia perdeu as provas que a norte-americana Kathryn Mayorga entregou quando fez a denúncia, em 2009, de acordo com informações do jornal 'Der Spiegel'.

Segundo a publicação, o advogado Leslie Stovall contou que além das declarações, o vestido e a roupa íntima usada pela vítima foram entregues à polícia, mas desapareceram.

O jornal divulgou ainda imagens do acordo assinado em 12 de janeiro de 2010 entre o craque português e a ex-modelo. Nele está escrito que a norte-americana deve manter sigilo sobre os acontecimentos de Las Vegas, recebendo um valor de, aproximadamente, 325 mil euros como pagamento. De acordo com a revista alemã, o documento divulgado é verídico, pois contém assinaturas de ambos os envolvidos.

"Estes são trechos de alguns documentos nos quais a equipa de investigação da Spiegel baseia histórias. Não há razão para duvidar da autenticidade dos documentos. Mesmo os advogados de Cristiano Ronaldo não fizeram isso até agora", disse o diário em uma publicação datada de sábado.

 

O advogado de Cristiano Ronaldo, Carlos Osório assinou o documento em nome de Cristiano Ronaldo, além de outros dois advogados, sendo um deles Richard Wright.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia