Prova no Rio de Fórmula Indy pode passar pelo Sambódromo - Reprodução de TV
Prova no Rio de Fórmula Indy pode passar pelo SambódromoReprodução de TV
Por O Dia

Rio - Na última quarta-feira, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou que a capital fluminense seria sede de uma etapa Fórmula Indy na cidade em 2020. No entanto, dois dias depois, os dirigentes da categoria negaram tal acordo. De acordo com o presidente da competição, Jay Frye, não há qualquer acerto com a cidade brasileira.

"Vimos os relatórios e, obviamente, temos uma grande história por lá, mas a IndyCar não tem planos, neste momento, para correr no Rio em 2020. Recebemos telefonemas o tempo todo, o que é lisonjeiro. Mas não temos acordo para correr no Brasil", disse em entrevista à agência de notícais "Associated Press".

 

Em entrevista ao site "Autosport", Mark Miles, CEO e presidente da Hulman & Company, proprietária da IndyCar, também negou qualquer para a realização de uma prova na cidade. Carlo Gancia, representante do Image Group, responsável pelos direitos da Indy no Brasil, admitiu uma "conversa inicial" e um "caminho a percorrer". No entanto, a assinatura do contrato para a consumação do evento, segundo ele, precisaria ocorrer até "meados de junho de 2019".

Nesta quarta-feira, o prefeito do Rio divulgou um vídeo nas redes sociais relatando ter recebido representantes da IndyCar para acertar a realização de uma etapa na cidade em 2020. Na postagem, há uma gravação com uma comitiva da categoria. Crivella informou inclusive os locais por onde passaria o trajeto a ser percorrido pela categoria no município, cruzando trechos do Sambódromo e da Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio. O prefeito dizia também que a estimativa era de que cinco mil empregos provisórios fossem gerados com o evento.

Em nota divulgada, após o desmentido por parte dos organizadores da Fórmula Indy, a Prefeitura do Rio de Janeiro informou que ocorreu, esta semana, uma primeira reunião com representantes da categoria.

"Na última quarta-feira, dia 7 de novembro, o prefeito Marcelo Crivella recebeu em audiência Grefory Castel e Carlo Gancia, diretores da Indy Car; Willie Hermann, diretor da IndyCar América Latina, e Peter Schultz Wenk, Leonardo Benzecry e Antônio Pinho, diretores da Brasil IndyCar e IndyCar Rio2020;

Na reunião, foi apresentado ao prefeito o projeto de realização de uma corrida da Fórmula Indy no Rio em 2020;

O prefeito Marcelo Crivella assegurou na reunião o comprometimento da prefeitura em criar todas as condições operacionais, logísticas e legais para o Rio voltar a sediar uma etapa da competição. E reafirma o seu otimismo com a volta, 20 anos depois, da Indy à cidade;

Segundo Leonardo Benzecry, os entendimentos estão em fase inicial, mas os representantes da Fórmula Indy no Brasil também demonstram otimismo com as chances de o Rio voltar a sediar o evento."

Você pode gostar