Diego, a incógnita do Fla

Clube não aceita dar aumento e camisa 10 pode ficar livre para assinar pré-contrato com outro clube

Por

Diego chegou ao Flamengo em julho de 2016, mas, apesar do papel de destaque, não ganhou títulos expressivos -

O Flamengo segue se movimentando para reforçar seu elenco para a próxima temporada, avançando em algumas situações, mas emperrando em outras. Enquanto a negociação para contar com o atacante Bruno Henrique parece perto de um final feliz e a do meia uruguaio Arrascaeta segue indefinida, a renovação de contrato de Diego esfriou nos últimos dias.

A permanência de Diego já não é vista com tanto otimismo. Houve um consenso para acertar um novo acordo por 18 meses, mas a diretoria do Flamengo não aceita a contraproposta com aumento salarial e luvas apresentada pelo camisa 10. Diego tem contrato com os rubro-negros até julho e, caso não haja um acordo, ele estará livre para assinar um pré-contrato com outro clube a partir de fevereiro.

NOVO ATRASO

Em Belo Horizonte, Arrascaeta não apareceu na Toca da Raposa pelo terceiro dia consecutivo para treinar. Ele já foi multado em 40% do salário na primeira vez e as demais multas estão sendo avaliadas pelo jurídico do clube celeste.

"Lembrando que cada vez que ele não se apresentar, o Cruzeiro economiza no mês de janeiro que são as multas (aplicadas ao jogador por não comparecer aos treinos)", afirmou o vice de futebol, Itair Machado, ao canal de TV Fox Sports.

O Cruzeiro já até admitiu negociar Arrascaeta, mas primeiro quer que ele volte a treinar na Toca da Raposa com o resto do elenco. Segundo Itair Machado, não houve nova proposta ou evolução na conversa com o Flamengo.

O dirigente afirma que a multa rescisória para tirar Arrascaeta do Cruzeiro é de 80 milhões de euros (R$ 330 milhões na cotação atual), mas que é possível que o jogador seja liberado por 10 milhões de euros (R$ 43 milhões aproximadamente) líquidos pela negociação.

No caso de Bruno Henrique, houve um avanço nas negociações com o Santos, estimada em R$ 27 milhões. No acordo também entraria o empréstimo do lateral-esquerdo peruano Trauco ou do volante Jean Lucas por um ano aos paulistas.

Bruno Henrique marcou dois gols em 34 jogos na temporada passada, quando caiu de produção, sofrendo com uma série de lesões, após um bom primeiro ano no Santos em 2017.

 

Comentários

Últimas de Esporte