Tom Brady - Patrick Smith/Getty Images/AFP
Tom BradyPatrick Smith/Getty Images/AFP
Por AFP

Estados Unidos - Robert Kraft, dono dos New England Patriots, vencedores do Super Bowl do futebol americano, foi acusado nesta sexta-feira de solicitar serviços de prostituição.

O chefe da polícia de Jupiter, Daniel Kerr, disse em coletiva que os investigadores possuem um vídeo que prova que Kraft manteve uma relação sexual com uma prostituta.

O empresário de 77 anos é amigo do presidente Donald Trump e dono dos Patriots, que derrotaram no início do mês na final do campeonato profissional de futebol americano o Los Angeles Rams e conquistaram seu terceiro Super Bowl em cinco anos

Kerr acrescentou que o resultado da investigação foi passado ao procurador da Flórida Ashley Moody, cujo escritório deverá acusar formalmente o empresário.

Segundo o chefe de polícia, Kraft deverá receber duas acusações diferentes correspondentes a duas relações que manteve com prostitutas.

"Negamos categoricamente que o Sr. Kraft tenha participado de qualquer atividade ilegal", disse um porta-voz do empresário em um comunicado à AFP. 

Você pode gostar
Comentários