Barcelona vence Real de novo no Bernabéu e fica mais perto do título espanhol

Vinicius Junior não foi tão bem quanto na quarta, mas foi a principal arma ofensiva do Real mais uma vez

Por O Dia

Barcelona vence Real Madrid e se aproxima de título espanhol
Barcelona vence Real Madrid e se aproxima de título espanhol -

Espanha - Sem os mesmos gols, mas com a mesma dificuldade, o Barcelona voltou a derrubar o Real Madrid no estádio Santiago Bernabéu, neste sábado, desta vez pelo Campeonato Espanhol. Os visitantes venceram por 1 a 0 e ficaram mais perto do bicampeonato, graças ao gol de Ivan Rakitic, aos 25 minutos de jogo.

Foi o segundo triunfo seguido do Barça sobre o arquirrival em apenas três dias. Na quarta, a vitória por 3 a 0 levou o time catalão à final da Copa do Rei. Neste sábado, o resultado positivo fez o Barcelona abrir 12 pontos de vantagem sobre o Real (60 a 48), atual terceiro colocado, e dez sobre o vice-líder Atlético de Madrid (50), que visita a Real Sociedad no domingo.

Dos seis brasileiros envolvidos no confronto, Arthur foi titular pelo Barça, assim como Casemiro e Vinicius Junior pelo Real. Philippe Coutinho entrou no segundo tempo, enquanto Malcom e Marcelo não saíram do banco de reservas. Reguilón foi o titular da lateral-esquerda novamente.

Mais visado, Vinicius Junior não foi tão bem quanto na quarta, mas foi a principal arma ofensiva do Real mais uma vez. No entanto, ele e todo o ataque madrilenho pararam na sólida defesa catalã, que brilhou mais do que o ataque. Messi, mais discreto, ficou na sombra de Dembélé. E Luis Suárez não teve o mesmo protagonismo do último clássico.

O JOGO - Pressionado pelo revés de quarta-feira, o Real partiu para o ataque assim que o jogo teve início. Aos 2 minutos, Bale já cobrava falta com perigo, por cima do travessão. Vinicius Junior, protagonista do Real no clássico passado, foi novamente a principal arma da equipe da casa pela esquerda. E, aos 12, ele começou jogada que culminou em arremate de Kroos, que parou no goleiro catalão.

Atento na defesa, o Barça não tomava a iniciativa e se concentrava na defesa. Aos 22, esta postura fez a diferença ao evitar o gol de Modric, aos 22. Afora uma investida isolada de Messi, aos 18, o visitante só ameaçou mesmo aos 25. E foi o suficiente para abrir o placar. Rakitic tabelou com Sergi Roberto, deixou Sergio Ramos para trás, e bateu na saída de Courtois.

Depois do gol, o time catalão passou a jogar mais recuado, se defendendo com uma linha de até seis jogadores. Apostava nos contra-ataques para tentar sacramentar a vitória. E desperdiçou duas boas oportunidades para ampliar. Aos 36, Messi bateu falta com perigo, rente ao travessão. Dois minutos depois, Suárez finalizou quase da pequena área e parou na boa defesa do goleiro belga.

No segundo tempo, o Real manteve a postura mais ofensiva, apostando quase sempre nas disparadas de Vinicius Junior pela esquerda. O próprio brasileiro perdeu outra boa chance aos 10, pouco depois de Benzema bater para fora, aos 3.

O Barcelona voltou a buscar jogo a partir da metade da etapa final. Em uma boa chance, aos 12, Jordi Alba bateu rasteiro cruzado e a zaga do Real quase desviou contra as próprias redes. Aos 24, foi a vez de Dembélé arrematar para fora, em outra chance perdida no clássico.

Logo, o clássico retomou o panorama do primeiro tempo, com o Barça investindo em contra-ataques e o Real sofrendo para criar chances de gol. O time da casa até chegava ao ataque com facilidade, mas cercava a área rival sem conseguir furar o bloqueio catalão. A falta de criatividade era evidente, o que só aumentava a impaciência do time e da torcida.

Restava recorrer à correria de Vinicius Junior, que já não surpreendia tanto a defesa do Barça. Neutralizando a única força criativa do Real, o visitante sustentou a vantagem no placar sem maiores sofrimentos e ficou ainda mais perto do título nacional.

Comentários