Maradona reconhecerá três filhos em Cuba, diz advogado

Advogado revela que argentino aguarda exames de DNA. Se a paternidade for confirmada, número de herdeiros subirá para oito

Por O Dia

Maradona isentou Messi de culpa
Maradona isentou Messi de culpa -

Argentina - O ex-astro do futebol argentino Diego Maradona encerrou sua brilhante carreira de jogador em 1997, mas fora dos campos ele está em plena atividade. De acordo com o advogado Matías Morla, Dieguito teve três filhos em Cuba, com duas mulheres diferentes, e vai reconhecê-los legalmente em breve, pois estaria aguardando apenas o resultados de exames de DNA.

Maradona, que atualmente é técnico do Dorados de Sinaloa, da Primeira Divisão do México, tinha cinco filhos de quatro mulheres, mas se for confirmada a paternidade, este número subirá para oito.

"Vamos fazer os exames de DNA. São de mulheres diferentes e Diego vai reconhecê-los quando voltar a Cuba", disse Morla em entrevista ao jornal argentino 'Clarín'. Ele ainda acrescentou que Maradona pretende viajar a Havana no meio do ano e que tão logo a Justiça cubana decida sobre o assunto, ele vai incluir seu sobrenome no registro de nascimento das crianças, cujos nomes não foram revelados.

"Há uma medida judicial e quando Maradona chegar em Cuba ele terá de se apresentar a um tribunal", completou Morla, que afirmou manter contato com as mães.

Para se curar do vício em drogas, Maradona buscou refúgio em Cuba duas vezes. Na primeira delas, em 2000, cultivou uma forte amizade com o então comandante em chefe da ilha, Fidel Castro, e até recebeu um convite para comandar a seleção local. Em 2005, passou quase um ano em Cuba depois de sofrer uma overdose.

Perguntado há algum tempo se Maradona poderia ter filhos ainda desconhecidos, Morla disse à imprensa argentina: "Tenho medo em relação a Cuba (...) Ele esteve lá por muito tempo, estava solteiro e se comportou mal".

Galeria de Fotos

Maradona isentou Messi de culpa AFP
Maradona AFP

Comentários