Gum com a camisa da Chapecoense - Reprodução
Gum com a camisa da ChapecoenseReprodução
Por O Dia

Rio - Após quase dez anos vestindo a camisa do Fluminense, o zagueiro Gum colocou outras cores no peito nesta quinta-feira. Apresentado pela Chapecoense, o defensor afirmou que precisou de um tempo para digerir o fim do ciclo defendo o clube das Laranjeiras.

"Dia 2 de janeiro houve a proposta, conversa com a Chapecoense. Naquele momento não achei justo com a Chapecoense, meu coração estava ligado ao Fluminense. Foram quase 10 anos, me entreguei ao clube e precisava de um tempo para me desligar ao clube emocionalmente. Chego com o coração na Chapecoense", afirmou.

Bicampeão brasileiro pelo Fluminense, Gum se acostumou a defender uma das camisas mais vitoriosas do país. Na Chape, equipe de menor investimento, o zagueiro negou qualquer redução de responsabilidade.

"A cidade respira a Chapecoense e isso é lindo de ver. Quando vejo isso nas pessoas, eu fico feliz, porque minha decisão foi certa no momento. Hoje eu vejo o tamanho da responsabilidade, minha e de todos aqui. Pelo trabalho que a diretoria tem, a imprensa, a cidade, que sofre quando a Chapecoense não vence, sei da responsabilidade", disse.

Você pode gostar
Comentários