Justiça dos EUA determina prisão de Ralph Gracie por agredir diretor executivo

Vítima teve uma convulsão e perdeu alguns dentes

Por O Dia

Ralph Gracie (à direita)
Ralph Gracie (à direita) -

Estados Unidos - O lutador brasileiro Ralph Gracie teve a sua prisão decretada pela Justiça dos Estados Unidos por ter agredido Flávio Almeida durante um torneio de jiu-jitsu na Califórnia em dezembro do ano passado. A informação foi revelada pelo site americano especializado "Jiu-jitsu Times".

A vítima é diretor executivo nos Estados Unidos da Gracie Barra, uma associação de escolas de arte marcial. A agressão cometida por Ralph Gracie levou Flávio Almeida a ter convulsão e perder alguns dentes. Ele publicou uma foto no Instagram sem os incisivos.

A ordem de prisão ainda estipula fiança de 50 mil dólares. Além de Ralph, foi determinada a prisão do aluno dele Lincoln Pereira. À Justiça, Gracie disse que houve agressões mútuas e que as imagens não captaram a íntegra do que aconteceu.

A briga também teve repercussões esportivas para o brasileiro. Ele foi proibido de competir, atuar como técnico e até entrar em eventos da categoria. O site Jiu-jitsu Times escreveu que o contexto da briga é uma disputa entre a academia do lutador e a filial da Gracie Barra em São Francisco.

Comentários