O holandês Wijnaldum não se contém em si ao comemorar seu segundo gol... para o desespero de Messi
 - FOTOS Paul ELLIS / AFP
O holandês Wijnaldum não se contém em si ao comemorar seu segundo gol... para o desespero de Messi FOTOS Paul ELLIS / AFP
Por MH
Inglaterra - Pode não ter sido um acaso da sorte o gol do Liverpool na incrível vitória de 4 a 0 sobre o Barcelona, terça-feira, pela semifinal da Liga dos Campeões. A jogada rodou o mundo: Alexander-Arnold fingiu que ia sair do escanteio, cobrou rápido e Origi marcou, enquanto a defesa do Barça ficava sem entender. O responsável pelo gol histórico pode ter sido um garoto de 14 anos.
É que, de acordo com  com os jornais 'The Independent' e 'The Telegraph', da Inglaterra, o técnico do Liverpool, Jurgen Klopp, já havia percebido desde o jogo de ida que o Barcelona perdia muito tempo reclamando com o árbitro. Por isso, o treinador do time inglês pediu para que os responsáveis pelos gandulas treinassem os garotos para agirem rápido. Foi o que aconteceu. Enquanto o Barcelona reclamava do escanteio marcado, o jovem Oakley Cannonier, de 14 anos, jogou rapidamente a bola para Alexander-Arnold, que cruzou na área e decretou o gol da vitória de 4 a 0.
Publicidade
"Carl Lancaster, um dos mentores do Clube Academia em Kirkby, havia dito para servir os jogadores do Liverpool tão rapidamente quanto possível para salvar. Oakley Cannonier não se esqueceu e, a onze minutos do final, deu a bola a Alexander-Arnold", escreve o 'The Independent'.