CSA vende mando de campo ao Flamengo e diz que não venderia para o Vasco: 'Concorrente no rebaixamento'

Rafael Tenório considerou a proposta positiva para o clube ao mandar o jogo contra o Flamengo em Brasília. Contra o Cruzmaltino, destacou que não fará a mesma opção

Por Lance

Presidente do CSA transferiu mando contra o Flamengo gerando revolta
Presidente do CSA transferiu mando contra o Flamengo gerando revolta -
O CSA vendeu o seu mando de campo da partida contra o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro. O duelo não será em Maceió, mas em Brasília, após a diretoria alterar o local. A informação foi confirmada pelo presidente do clube, Rafael Tenório, que considerou a proposta interessante para o clube.
"Para o bem do CSA, temos a necessidade de fazer a venda do jogo contra o Flamengo. Então, nós vamos fazer o jogo contra o Flamengo em Brasília, dia 12 de junho", disse.
Entretanto, a justificativa levantou polêmica. O dirigente destacou, no entanto, que não pretende vender o mando de campo contra equipes que lutam contra o rebaixamento. Para isso, citou o Vasco como uma das equipes com quem não alteraria o local, "por ser do mesmo nível do CSA".
"Tudo nosso aqui é muito planejado, muito discutido. Nós sabemos os dez clubes que nós não temos condições de concorrer com eles diretamente. Nós não podemos pensar em um Flamengo, um Palmeiras, um Grêmio, um Inter, Cruzeiro, Atlético-MG... Nosso grupo qual é? É Avaí, é Fortaleza, é Ceará, é Bahia, é Chapecoense, é Vasco, Botafogo, Fluminense, Goiás.... Então, nós estamos nesse grupo aí. Então, de repente, por exemplo, eu não penso em fazer a venda de um jogo CSA x Vasco, por exemplo. Não vou, porque eu posso trazê-lo para cá e porque é meu concorrente direto para livrar da zona de rebaixamento", completou. 

Comentários