Fora dos planos, Fluminense tenta negociar Marlon, Paulo Ricardo e Zé Ricardo

Medida visa diminuir a folha salarial e dar melhor condição de trabalho para a comissão técnica. Jogadores não vem sendo relacionados por Fernando Diniz

Por Lance


                        
                        
                    Marlon vem treinando normalmente com o restante do elenco tricolor (Foto: Mailson Santana/Fluminense)
Marlon vem treinando normalmente com o restante do elenco tricolor (Foto: Mailson Santana/Fluminense) -
Antes de ir ao mercado em busca de contratações, a diretoria do Fluminense também pretende enxugar o elenco, que atualmente conta com 36 jogadores. Essa medida visa aliviar a folha salarial e melhorar as condições de trabalho da comissão técnica. A lista de dispensa já existe.

Encabeça a relação Marlon, que já foi comunicado que não está nos planos do técnico Fernando Diniz. O lateral-esquerdo chegou a receber sondagens de América-MG e Vitória. Entretanto, o empresário Marcelo Karan, que é quem gerencia a carreira do jogador, afirmou que a ideia não é negociá-lo com clubes da Série B.

Recentemente, o agente confirmou que existe conversa com um clube do exterior e que a negociação deve evoluir na semana que vem. No entanto, de acordo com a diretoria, não foi apresentado nenhuma proposta. Marlon, que disputou seis jogos na temporada, não entra em campo desde o clássico contra o Flamengo, no dia 24 de março, pela sexta rodada da Taça Rio.

Na ocasião, o Fluminense foi derrotado por 3 a 2 e Diniz escalou uma equipe formada, em sua maioria, por jogadores reservas. Faz tempo também que Marlon sequer aparece no banco de reservas. A segunda partida contra o Luverdense, pela terceira fase da Copa do Brasil, foi a última em que Marlon esteve entre os relacionados.

Já Paulo Ricardo, que também não vem sendo aproveitado, teve ainda menos chances, disputando apenas uma partida em 2019. No segundo jogo contra o Antofagasta (CHI), pela primeira fase da Copa do Brasil, o zagueiro entrou na etapa final, atuando apenas 59 minutos. Foi relacionado pela última vez no confronto diante do Rubro-Negro, citado anteriormente.

Outro jogador do elenco que também está fora dos planos é o Zé Ricardo. Cria de Xerém, o volante de 20 anos fez a sua estreia nos profissionais na atual temporada, na partida de abertura do Carioca. Ele foi titular diante do Volta Redonda, mas acabou sendo substituído no intervalo.

Voltou a jogar nos minutos finais da vitória tricolor sobre a Portuguesa, por 3 a 1, pela terceira rodada da Taça Guanabara. A partida aconteceu no dia 27 de janeiro. Desde então não entrou em campo, sendo relacionado pela última vez também contra o Flamengo, quando Diniz poupou alguns jogadores.

Apesar de estarem sendo relacionados com frequência, Caio, Pablo Dyego e Frazan, não possuem tanto prestígio com a comissão técnica e em caso de propostas, também podem ser negociados. Destes, quem mais jogou foi o zagueiro, que esteve próximo de ser emprestado para o Vila Nova, de Goiás, porém a transferência não aconteceu por conta dos desfalques de Digão e Léo Santos.