Suspeito de assassinar jogador de futsal do Corinthians é preso

Atleta foi baleado na madrugada de sábado para domingo

Por Lance

Suspeito de assassinato de Douglas Nunes é preso, em Erechim
Suspeito de assassinato de Douglas Nunes é preso, em Erechim -
Erechim - O suspeito de matar Douglas Nunes, pivô do Corinthians e da Seleção Brasileira, foi preso na tarde deste domingo, em Erechim, no Rio Grande do Sul. O homem de 25 anos, que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, está prestando depoimento e será encaminhado ao presídio da cidade.
 
Segundo testemunhas, teria ocorrido uma discussão envolvendo o jogador no interior da casa da noturna. Horas depois, na saída, o atleta foi surpreendido do lado de fora pelos disparos. O autor dos disparos fugiu. Policiais militares do 13º BPM realizaram buscas, mas ainda não há pistas sobre o atirador.

O atleta chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Na tarde de sábado, Douglas foi titular na derrota do Corinthians Futsal por 5 a 3 para o Atlântico, time de Erechim, em partida válida pelas semifinais da Taça Brasil.
 
DECISÃO ADIADA

Por conta da morte do jogador, a CBFS (Confederação Brasileira de Futsal) deve cancelar a final da competição entre Atlântico e Carlos Barbosa. O jogo, que estava marcado para às 13h45 deste domingo, foi transferido para a próxima terça-feira (13), às 19h, no ginásio do CER Atlântico, em Erechim. Segundo a CBFS, os ingressos anteriores adquiridos permanecem valendo para a nova data.

O Timão tem mais uma partida marcada para a noite da próxima quarta-feira também contra o Atlântico em Erechim, mas pela Liga Nacional de Futsal.

Natural de São Caetano do Sul (SP), Douglas Nunes da Silva chegou no Corinthians Futsal em 2018, vindo do Kairat, do Cazaquistão. No Timão, jogou 56 partidas das quais 53 como titular, tendo marcado 21 gols pelo time. Ele vestia a camisa número 9. O atleta já havia conquistado títulos da Liga Paulista, Super Liga, Copa Paulista, Copa do Cazaquistão e Eremo Cup.

O suspeito de matar Douglas Nunes, pivô do Corinthians e da Seleção Brasileira, foi preso na tarde deste domingo, em Erechim, no Rio Grande do Sul. O homem de 25 anos, que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, está prestando depoimento e será encaminhado ao presídio da cidade.

Segundo testemunhas, teria ocorrido uma discussão envolvendo o jogador no interior da casa da noturna. Horas depois, na saída, o atleta foi surpreendido do lado de fora pelos disparos. O autor dos disparos fugiu. Policiais militares do 13º BPM realizaram buscas, mas ainda não há pistas sobre o atirador.

O atleta chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Na tarde de sábado, Douglas foi titular na derrota do Corinthians Futsal por 5 a 3 para o Atlântico, time de Erechim, em partida válida pelas semifinais da Taça Brasil.
Douglas disputaria final da Taça Brasil pelo Corinthians, neste domingo (Foto:Reprodução)
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários