Ex-jogador de time brasileiro é condenado por estuprar afilhada

Atleta levou a pena de 14 anos de prisão

Por O Dia

Jonathan Fabbro
Jonathan Fabbro -
Argentina - O jogador paraguaio Jonathan Fabbro, ex-Atlético-MG, foi condenado nesta quinta-feira a 14 anos de prisão pelo estupro de sua própria afilhada, hoje com 13 anos. Os abusos teriam começado quando a menina tinha 5 anos e durado até os 11.
Fabbro foi denunciado após o tio da criança presenciar conversas suspeitas entre a vítima e seu padrinho. A jovem confessou que havia sido abusada.
O jogador é marido da modelo Larissa Riquelme, que ficou famosa após a Copa do Mundo de 2014. Ele está preso desde o ano passado, ainda no México, onde atuava, e logo depois extraditado para Buenos Aires.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários