Galvão Bueno revela que recebeu ameaça de morte por conta de vídeo falso

Narrador foi acusado de torcer para clube brasileiro em duelo pela Libertadores

Por O Dia

Galvão Bueno
Galvão Bueno -
Rio - As chamadas "fake news" estão por toda a parte. Durante o programa "Bem, Amigos!", do SporTV, o narrador e apresentador do grupo Globo, Galvão Bueno, revelou que recebeu ameaças de morte, após a divulgação de um falso vídeo em que ele apareceria narrando o gol do Grêmio contra o Palmeiras, pelas quartas de final da Libertadores, e comemorando com um dos comentaristas ao seu lado.
"Eu sei o que passei nesses últimos dias, até com ameaça de morte nas redes sociais. E o pior que foi alguém de dentro da casa que fez uma filmagem de uma transmissão, em que eu narrava um gol do Grêmio. Arnaldo Cezar Coelho estava do meu lado. Ele parou em dezembro do ano passado. E quem eu cumprimento na hora do gol é o Arthur, campeão com o Grêmio da Libertadores, que estava machucado e não pôde ir para o Mundial de Clubes, e comentou o jogo conosco", disse.
O narrador revelou que o vídeo foi espalhado fora de seu contexto original. Na verdade, a narração era da vitória do Grêmio sobre o Pachuca, na semifinal do Mundial de Clubes de 2017. Na ocasião, Arthur, ex-volante do clube gaúcho, e hoje no Barcelona, estava lesionado, e comentou o jogo ao lado do narrador.

"O jogo é de dezembro de 2017, semifinal do Mundial de Clubes. O Grêmio era o Brasil no Mundial. Foi colocado nas redes sociais e viralizou como se fosse a narração do gol do Grêmio contra o Palmeiras nas quartas de final da Libertadores. Jogo que a Globo nem transmitiu. Eu assisti de Porto Alegre. O que eu fui xingado é coisa de louco. Até aí tudo bem, mas ameaça de morte? Mais respeito, mais calma!", contou Galvão.

Comentários