Ex-Barcelona é condenado a prisão por dois anos e oito meses; entenda

Jogador agrediu uma pessoa e atirou em um hospital

Por O Dia

Arda Turan pegou gancho pesado
Arda Turan pegou gancho pesado -
Turquia - O meio-campista Arda Turan, ex-Barcelona e ex-Atlético de Madrid foi condenado a dois anos e oito meses de prisão, com pena suspensa, por ter disparado com uma arma de fogo, para qual não tinha autorização legal de fazer, em um hospital.
Atualmente no Basaksehir, o turco, não precisará cumprir uma prisão efetiva, já que aceitou a pena sem recorrer. No entanto, Arda não poderá cometer um delito nos próximos cinco anos, com risco de ser detido.
Turan foi condenado por disparar com uma arma de fogo no chão de um hospital, onde Berkan Sahin, um cantor popular turco estava sendo atendido. Vale ressaltar que o cantor estava hospitalizado, após o jogador quebrar o nariz dele durante uma briga, já que o jogador teria assediado a esposa de Sahin, em um bar em Istanbul.
O clube em que o jogador defende, anunciou que irá punir o jogador no valor de 370 mil euros (cerca de R$1,6 milhões), no entanto o manterá no elenco.

Comentários