Gallardo: técnico do River - AFP
Gallardo: técnico do RiverAFP
Por IG - Esporte
Rio - Gallardo, técnico do River Plate, parece estar incomodado com as incertezas que assolam a final da Libertadores, que será disputada entre o time argentino e o Flamengo no próximo dia 23 de novembro, em Santiago, no Chile. O motivo é a situação política do pais.
No sábado passado, começou a circular uma notícia de que os chilenos estariam preparando uma supermanifestação justamente no dia da decisão da Libertadores para chamar a atenção do mundo sobre os problemas do pais.
Publicidade
"Isso me inquieta, pergunto aos meus dirigentes sobre a situação, que é muito preocupante, não só para nós, mas também para o povo chileno, que está em uma situação muito complicada. Esperamos que o problema possa se resolver pelo bem de sua gente, a partida passa a um segundo plano, mesmo sendo uma final da Libertadores. Esperemos que possa se resolver, se não, que se tenha uma maior precisão de onde vamos ir", disse Gallardo durante entrevista.

As manifestações no Chile começaram por conta do aumento do preço do metrô, mas mesmo após os reajustes, o povo chileno continuou indo às ruas. No entanto, a Conmebol já garantiu que a final da Libertadores acontecerá em Santiago.