Brasil teve 100% de aproveitamento na primeira fase da competição - Fotos: Alexandre Loureiro/CBF
Brasil teve 100% de aproveitamento na primeira fase da competiçãoFotos: Alexandre Loureiro/CBF
Por O Dia
Brasil - Com três vitórias em três jogos disputados, a seleção brasileira terminou a primeira fase da Copa do Mundo Sub-17, que acontece aqui no Brasil, na liderança do Grupo A, a frente de Angola, Nova Zelândia e Canadá. Após uma fase de grupos agitada, as oitavas de final da competição se iniciam nesta terça-feira.

Segundo o site da FIFA, 123 gols foram marcados nos 36 jogos na primeira fase, média de 3,42 por partida. Com um bom desempenho na parte ofensiva, a seleção brasileira, que balançou a rede 9 vezes, entrou no top 5 histórico de melhores médias de gols dos Mundiais Sub-17. Os primeiros colocados são o Egito 1997 e a Finlândia 2003, com 3,66 de média.

Nas oitavas de final, a seleção brasileira enfrenta o Chile, na próxima quarta-feira, às 20h, no estádio Bezerrão.

Outros números da primeira fase:

Com 4 gols, o australiano Noah Botic, líder até o momento da corrida pela Chuteira de Ouro. Ele é seguido de perto pelo senegalês Pape Sarr, o mexicano Efraín Álvarez, o italiano Degnand Gnonto e o nigeriano Ibrahim Said, todos com três gols.

O Japão foi a única equipe a não levar gols na primeira fase. A qeuipe conta com uma sólida defesa e o goleiro Zion Suzuki, de ascendência ganesa, são os responsáveis. Além disso, os japoneses já somam 367 minutos consecutivos sem levar gols, incluindo a sua participação na Índia 2017.

15 anos, 11 meses e 23 dias, tinha Degnand "Willy" Gnonto ao marcar diante das Ilhas Salomão na primeira rodada do Grupo F. O atacante da Internazionale se transformou assim no mais jovem jogador a balançar as redes no Brasil 2019.