Caniggia fez o gol que eliminou o Brasil da Copa de 1990 - Reprodução/Wikipedia
Caniggia fez o gol que eliminou o Brasil da Copa de 1990Reprodução/Wikipedia
Por Lance
Rio - Um dos maiores atacantes da Seleção Argentina na década de 90, Claudio Caniggia está sendo acusado de abuso sexual pela própria esposa. A acusação foi feita formalmente, de acordo com o advogado.

De acordo com o advogado Alejandro Cipolla, Mariana Nannis, que está casada legalmente com Caniggia há 30 anos e ainda não se separaram oficialmente, sofreu atos de grande violência que a afetaram psicologicamente.

"Os fatos denunciados por Mariana são abomináveis. Durante os anos em que esteve num relacionamento com Claudio Caniggia, ela sofreu atos de grande violência que a afetaram psicologicamente e não pode tirá-los da cabeça porque são terríveis", afirmou ao 'TN Show'.

Em agosto, Mariana concedeu uma entrevista afirmando que Caniggia vive com uma prostituta, que o mantém drogado o dia inteiro, prometendo prisão para os dois.

"Não estou separada do meu marido, nem me divorciei. Ele está com uma prostituta, uma viciada, que o mantém drogado o dia inteiro", afirmou em coletiva de imprensa na Argentina.

Além disso, Mariana ainda afirma que, além de agressões físicas de teor grave, Caniggia ainda a obrigou de realizar um aborto.

Aos 52 anos, Claudio Caniggia marcou a história dos brasileiros ao fazer o gol que eliminou a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1990. Com história feita em River Plate e Boca Juniors, o atacante argentino chegou passar por clubes europeus como Benfica, Atalanta e Roma.