Ex-Flamengo, Barbieri irá assumir equipe que caiu para a Série B

Treinador dirigiu Figueirense, Audax, Red Bull Brasil, Desportivo Brasil e Goiás

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Maurício Barbieri
Maurício Barbieri -
Rio - Semanas depois de ser surpreendido com a saída de Argel Fucks ao Ceará, o CSA oficializou a contratação do novo treinador para 2020: Maurício Barbieri. A oficialização ocorreu nas primeiras horas desta terça-feira, dois dias depois do encerramento oficial do Campeonato Brasileiro, competição no qual o clube foi apenas o 18.º colocado, com 32 pontos, e acabou sendo rebaixado.

Um dos novatos da atual geração, o profissional desembarca em Maceió com missão de reconstruir o elenco de olho nas quatro competições da próxima temporada: Campeonato Alagoano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série B do Campeonato Brasileiro.

Barbieri ganhou maiores holofotes no cenário nacional à frente do Guarani, entre fevereiro e março de 2017, na Série A2 do Campeonato Paulista. Apesar do pouco tempo de casa - uma vitória e 38,9% de aproveitamento em seis rodadas -, o paulistano de 38 anos ficou em maior evidência à frente do Flamengo em 2017 ao substituir Paulo César Carpegiani.

O último trabalho do treinador nesta temporada foi à frente do América-MG, à época na luta contra a zona de rebaixamento na segunda divisão. Ele comandou o clube por sete rodadas, mas acabou desligado do cargo com uma vitória, dois empates e quatro derrotas.

A goleada sofrida diante do Figueirense por 4 a 0, no estádio Independência, em 13 de julho, logo no reinício da Série B após pausa para a Copa América foi a gota d'água para a diretoria mineira apostar na efetivação de Felipe Conceição. Ele ainda trabalhou no Audax, Red Bull Brasil, Desportivo Brasil e Goiás.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários