Pentacampeão entra com ação na Justiça cobrando bloqueio de renda de cantor de pagode

O problema entre os dois já dura duas décadas

Por Lance

Denilson e Belo
Denilson e Belo -
Rio - O imbróglio judicial entre o ex-jogador Denílson e o cantor Belo ganhou mais um capítulo. O comentarista da Rede Bandeirantes entrou com um pedido na Justiça no início de dezembro do ano passado solicitando o bloqueio da renda do músico em plataformas musicais para pagamento da dívida entre os dois.

Segundo o UOL, o advogado de Denílson, Marco Roberto Barreto, explicou que o pedido envolve todas as plataformas que comercializam as músicas de Belo: YouTube, Spotify, Deezer, Apple Music, Amazon Music, entre outros. Algumas plataformas já responderam ao pedido à Justiça.
A briga entre Denílson e Belo começou em 2000. O ex-jogador era empresário da Banda Soweto, quando o cantor deixou o grupo. Denílson entrou com ação por quebra de contrato, e chegou a vencer na Justiça em 2004, mas ainda não recebeu a indenização de mais de R$ 5 milhões.

Em novembro de 2017, a Justiça de São Paulo determinou que as principais emissoras de TV deveriam depositar em juízo eventuais cachês que seriam pagos ao cantor. Em 2018, Belo teve o cachê de um show bloqueado para o pagamento de parte da dívida com Denílson.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários