Loco Abreu - Divulgação
Loco AbreuDivulgação
Por O Dia
Rio - Loco Abreu jogou pelo Botafogo durante 2010 e 2012 e se tornou um grande ídolo do clube e adorado pela torcida. No entanto, quase que o uruguaio não atuou pelo clube de General Severiano. Isso porque, de acordo com André Silva, VP do clube Alvinegro, o Fluminense teria tentado atravessar a negociação. E que se não fosse a agilidade de Maurício Assumpção, presidente do clube na época, em aprovar o acordo, o jogador poderia ter escapado do Botafogo.
"O Loco tinha o empresário que era uma verdadeira ave de rapina. O Jorge (Chijane) era uma pessoa leal, honesta, mas briga pelo jogador dele até o último segundo. As negociações estavam se concretizando de acordo com o que havíamos combinado, só que chegou na questão do imposto. Eles queriam que nós pagássemos, mas na nossa cabeça quem paga é quem recebe. Isso gerou impasse.
Publicidade
"A negociação já tinha vazado, a torcida animada… O Jorge até disse que o Fluminense tinha acabado de ligar, não sei se foi uma forma de pressionar, mas na época eles eles atravessavam muitas negociações por conta da Unimed. Liguei para o Maurício (Assumpção, presidente) e a gente consegue resolver 2 horas da manhã", afirmou.
Loco Abreu chegou a entrar em contato com outro jogador do seu país, que havia atuado pelo Botafogo. Com o positivo do atleta, Loco prosseguiu com as negociações e fechou com o clube carioca.