CBF pode colocar até três jogos na semana para cumprir calendário de 2020

A entidade, juntamente com a Conmebol, discutem mudanças no calendário

Por O Dia

Dirigentes dos clubes da Série A em reunião na sede da CBF, ontem: opção por paralisar jogos para conter vírus
Dirigentes dos clubes da Série A em reunião na sede da CBF, ontem: opção por paralisar jogos para conter vírus -
Rio - Com a paralisação do futebol devido à pandemia do novo coronavírus, a CBF, juntamente com a Conmebol estão discutindo maneiras de retomar as atividades sem que o calendário afete 2021.Uma delas é a diminuição do intervalo entre uma partida e outra. As informações são da Coluna do jornalista Marcel Rizzo.
Hoje, o intervalo mínimo no país entre as partidas são de 66 horas. Há uma ideia que esse período caia para 48 horas, ou seja, os clubes poderão atuar até três vezes por semana. Vale lembrar que os estaduais ainda não foram finalizados. As projeções são que em julho esses torneios voltem a ser disputados.
Ainda que a CBF e a Conmebol topem estender o calendário para o ano que vem, os dirigentes não enxergam essa situação com bons olhos. Por este motivo, a possibilidade de se jogar mais vezes na semana é uma das pautas principais nas reuniões das entidades.
Sabendo desse problemas de calendário no mundo todo, a Fifa e a International Board, órgão que define as regras do futebol, alterou de forma provisória o número máximo de alterações em um jogo de três para cinco. Essa medida tem como objetivo ajudar os atletas que poderão ter seu tempo de descanso encurtado.

Comentários