Ídolo mexicano, ex-jogador morre por complicações da covid-19

Aarón Padilla participou das Copas do Mundo da Inglaterra-1966 e do México-1970

Por AFP

Luto
Luto -
México - O ex-jogador e ídolo mexicano Aarón Padilla, que participou das Copas do Mundo da Inglaterra-1966 e do México-1970, morreu neste domingo aos 77 anos vítima da COVID-19.

"A Federação Mexicana lamenta a morte de Aarón Padilla, ex-jogador da seleção mexicana e lenda do futebol mexicano", afirmou a FMF em suas redes sociais.

Galeria de Fotos

Aarón Padilla Reprodução da Internet


Carinhosamente conhecido como 'Gansito', Padilla foi internado na quinta-feira passada em estado delicado devido a pneumonia agravada pelo coronavírus.

Aarón Padilla Gutiérrez foi um atacante que estreou em 1962 na primeira divisão do futebol mexicano, jogando pelo Pumas. Também atuou pelas equipes do Atlante e Veracruz.

Ele foi jogador da seleção mexicana entre 1965 e 1970.

Padilla, que atuava como ponta-esquerda, é considerado por muitos o criador da 'pedalada', uma finta que consiste em correr com a bola dominada, passando o pé por cima da bola em plena corrida para desestabilizar o adversário.

"Adeus, pai, tenha uma boa viagem. Vá nessa bicicleta que você inventou", disse o também ex-jogador de futebol Aarón Padilla Junior nas redes sociais.

Em novembro passado, Padilla foi incluído no Hall da Fama do Futebol Nacional e Internacional, com sede em Pachuca. Ele não pôde comparecer à cerimônia devido a problemas de saúde.

Comentários