Estádio do Maracanã - AFP
Estádio do MaracanãAFP
Por O Dia
Rio - De acordo com o relatório da Comissão Especial de Esportes Olímpicos e de Alto Rendimento da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) a concessão do Maracanã para o Flamengo e para o Fluminense não deverá ser renovada. As informações são do portal "globoesporte.com".
O presidente da comissão, deputado Rodrigo Amorim (PSL), recebeu o texto do relator, Alexandre Knoploch (PSL), que diz que "são evidentes os indícios de transgressão e sonegação fiscal". Os deputados chegaram a fazer vistorias no estádio antes da suspensão das atividades por conta da pandemia, no dia 15 de março deste ano. 

"A recomendação é de não renovar, já que são evidentes os indícios de transgressão e sonegação fiscal, e ainda falta de investimentos na infraestrutura. Neste dia tão emblemático do aniversário deste símbolo do Rio de Janeiro e do Brasil precisamos atuar com muita responsabilidade. O Maracanã é nosso, nosso patrimônio, afirmou Knoploch ao "globoesporte.com".
Publicidade
De acordo com o portal, o relatório deve ser votado até o fim do mês pela comissão na Alerj. Caso seja aprovado, será encaminhado ao governo estadual e Ministério Público. O Maracanã completa nesta terça-feira 70 anos na sua inauguração.