Neymar seguirá o tratamento em Paris e pode reaparecer no clássico com o Monaco, dia 22 - AFP
Neymar seguirá o tratamento em Paris e pode reaparecer no clássico com o Monaco, dia 22AFP
Por O Dia
Rio - Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, o Paris Saint-Germain informou que Neymar e Moise Kean foram liberados pelas seleções de Brasil e Itália, respectivamente, e darão continuidade ao tratamento em Paris, na França. Em recuperação de uma lesão na coxa esquerda, o atacante brasileiro foi oficialmente cortado pelo departamento médico da Seleção na noite de quinta-feira.
Desfalque certo no confronto com a Venezuela, nesta sexta, às 21h30, no Morumbi, Neymar chegou a realizar três sessões de fisioterapia, entre segunda e quinta, mas não se recuperou a tempo para reforçar o Brasil contra o Uruguai, na próxima terça, às 21h30, em Montevidéu, pela quarta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Catar.
Publicidade
"Neymar JR se juntará ao Paris e ao centro de treinamento Ooredoo em breve para continuar seu programa, já que a equipe médica da seleção brasileira não quis correr nenhum risco para a partida do dia 17 de novembro. É uma decisão que honra a confiança e a colaboração entre o Paris Saint-Germain e a equipe da Seleção Brasileira", informou o PSG, em nota publicada no seu site.

Neymar se machucou no fim de outubro, no dia 28 de outubro, e deixou o jogo contra o Istanbul Basaksehir, pela Liga dos Campeões, ainda no primeiro tempo. Após o corte de cinco jogadores antes da apresentação na Granja Comary, na segunda, o departamento médico da seleção brasileira quis avaliar de perto o caso de Neymar, que, apesar do tratamento intensivo de quatro dias, acabou vetado após a realização de novos exames na chegada a São Paulo.
Na ausência do atacante, Everton Ribeiro, do Flamengo, assume a camisa 10.Em Paris, Neymar seguirá em tratamento na esperança de reforçar o PSG no clássico com o Monaco, dia 22, pelo Campeonato Francês.