A poderosa linha ofensiva do Napoli com Maradona e Careca fez sucesso na Itália no fim da década de 80 e início da de 90 - Divulgação/Acervo e Memória da CBF
A poderosa linha ofensiva do Napoli com Maradona e Careca fez sucesso na Itália no fim da década de 80 e início da de 90Divulgação/Acervo e Memória da CBF
Por MARCELO BERTOLDO
Campinas - A rivalidade entre Argentina e Brasil pela hegemonia no futebol não influenciou a amizade e admiração de Diego Maradona pelos vizinhos e 'concorrentes'. Ao longo da carreira, o craque colecionou amigos brasileiros, dos quais Careca se destaca. A bem-sucedida parceria pelo Napoli, da Itália, foi além das icônicas conquistas da Copa da Uefa (88-89), do Campeonato Italiano (89-90) e da Supercopa da Itália (90). De luto, Careca se despediu do 'irmão' com uma homenagem nas redes sociais.
"Senhor, sem palavras. Nosso amigo, irmão, Diego, partiu para o seu reino. Por favor, receba ele de braços abertos. Ele foi e será sempre especial para todos nós", postou Careca.
Publicidade
A relação com o brasileiro extrapolava as quatro linhas. Mas Maradona não se cansava de destacar o poder de decisão e de finalização do então camisa 9 do Napoli e da Seleção. O camisa 10 chegou apontar Careca como o melhor companheiro de clube que teve na carreira. A admiração era mútua. Fã, o ex-atacante de Guarani e São Paulo revelou que aceitou a proposta do Napoli para realizar o sonho de jogar ao lado de ídolo Maradona, em 1986.
Maradona morreu no início da tarde desta quarta-feira aos 60 anos, após uma parada cardiorrespiratória, em Tigres, província de Buenos Aires.