Maradona e o médico Leopoldo Luque - AFP
Maradona e o médico Leopoldo LuqueAFP
Por IG Esporte
Rio - A filha de Diego Maradona, Giannina Maradona, pediu às pessoas que não culpassem o velório de seu pai pelo número crescente de casos de coronavírus na Argentina. O país registrou esta semana o maior número de novos casos de Covid-19 em dois meses, com a província de Buenos Aires sendo a mais afetada.
Publicidade
O velório do ex-jogador argentino reuniu milhares de pessoas. O evento gerou crítica por conta da aglomeração e quebra das regras sanitárias impostas pelo governo do país. O dia terminou com violentos confrontos entre a polícia e alguns fãs do lado de fora da Casa Rosada , antes que o caixão de Maradona fosse levado a um cemitério nos arredores de Buenos Aires por uma carreata acompanhada por policiais que passou por uma multidão.
Giannina Maradona, a mais nova das duas filhas do falecido jogador com a ex-mulher Claudia Villafane, se manifestou sobre os números que foram divulgados.
Publicidade
"O que aconteceu em 25 de novembro não é culpa de Maradona. Eu teria preferido ficar em um quarto sozinho com minha família e que as pessoas não o culpassem pela disseminação do vírus ", disse Giannina.

"Tenham um pouco de respeito por ele agora que está no céu e tenha algum respeito por aqueles de nós que ainda estamos aqui, lamentando um pai, um irmão, um avô, um amigo."