Jorge Jesus ficou afastado do Benfica por três partidas - Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia
Jorge Jesus ficou afastado do Benfica por três partidasDaniel Castelo Branco / Agencia O Dia
Por O Dia
De volta ao comando do Benfica nesta segunda-feira (8) na vitória por 2 a 0 sobre o Famalicão, pelo Campeonato Português, Jorge Jesus admitiu que não foi fácil ficar à beira do campo após se recuperar da covid-19. O treinador sofreu com os sintomas da doença, mas mesmo assim fez questão de não perder mais uma partida (ficou fora de três), mesmo contrariando orientação dos médicos.
"Não tem sido fácil. Estive 15 dias sem ver os meus jogadores, sem poder treinar. O que eu passei não é uma constipação. Se tivesse de jogar hoje, não jogava. Tive uma covid agressiva, mas para estar no banco e gritar foi possível", afirmou Jorge Jesus à BTV, canal oficial do clube.
Publicidade
Com o resultado positivo, o Benfica quebrou uma série de quatro rodadas (três empates e uma derrota) sem vencer no Campeonato Português. Mesmo sem tirar a responsabilidade de seu trabalho, Jorge Jesus ressaltou que a má fase coincidiu com o surto de covid-19 no elenco.
"A covid arrasou o Benfica! Não é desculpa, mas durante três semanas perdemos jogadores e membros da comissão técnica. Só três jogadores não foram infectados. O Benfica perdeu a identidade e a confiança. Felizmente, acreditando na ciência, já não vamos ter mais problemas durante três meses", disse Jesus, que completou.
Publicidade
"Voltaremos a treinar juntos e a ganhar os níveis técnicos e táticos para, depois, ter confiança para jogar 70 ou 80 minutos num nível alto".