Por O Dia
Com 10 equipes no grid, a Fórmula 1 pode ter uma novidade a partir de 2022. A Monaco F1 Racing Team pretende se inscrever para a temporada do ano que vem, segundo o novo CEO da categoria, Stefano Domenicali.
Para receber novas equipes, a Fórmula 1 pensa em não cobrar a taxa de inscrição, que é de 200 milhões de dólares (cerca de R$ 1,07 bilhão). Com isso, Monaco F1 tem mais chances. Inclusive, uma das possibilidades é de se associar a uma equipe de Fórmula 2, a Campos Racing, que terá como piloto em 2021 o brasileiro Gianluca Petecof.
Publicidade
"Acreditamos que as declarações recentes do novo CEO da F1, que sugerem que a taxa de inscrição para novas equipes pode ser dispensada, representam um passo à frente na direção certa. Agradecemos a atitude aberta de Stefano e da FIA e estamos prontos para tomar as medidas necessárias para ter nossa aplicação finalizada", afirmou o empresário espanhol Salvatore Gandolfo, que está à frente do projeto da Monaco F1 Racing.
A última equipe a entrar na categoria foi a americana Haas, em 2016. A nova temporada de Fórmula 1 terá 23 GPs e começa no dia 28 de março, no Bahrein.