Uefa deu prazo maior para cidades que ainda não confirmaram que vão sediar a Eurocopa com público
Uefa deu prazo maior para cidades que ainda não confirmaram que vão sediar a Eurocopa com públicoDivulgação
Por O Dia
Como esperado, a Uefa confirmou que a Eurocopa deste ano terá a presença de público nos estádios. Entretanto, nem todas as sedes estão confirmadas para receber torcedores. Em comunicado enviado nesta sexta-feira (9), a entidade confirmou que quatro cidades ainda estão indefinidas em relação ao assunto, enquanto outras oito já estão garantidas com público.
Amsterdã (Holanda), Baku (Azerbaijão), Bucareste (Romênia), Budapeste (Hungria), Copenhague (Dinamarca), Glasgow (Escócia), São Petersburgo (Rússia) terão público, assim como Londres (Inglaterra), que receberá as semifinais e a final da Eurocopa. Entretanto, a capacidade máxima nos estádios irá variar de acordo com a liberação e da situação sanitária de cada país.
Já Munique (Alemanha), Dublin (Irlanda), Roma (Itália) e Bilbao (Espanha) ainda estão com a situação indefinida. As duas primeiras ainda não têm garantia de que receberão jogos, enquanto as duas últimas não enviaram a documentação com o planejamento sanitário nem de capacidade de público. A Uefa estipulou prazo até o dia 19 de abril para uma resposta definitiva e está em constante contato com federações e autoridades desses países.
Em relação às oito sedes confirmadas, Budapeste foi a única que levantou a possibilidade de capacidade de 100% dos estádios. Baku e São Petersburgo estipularam 50%, enquanto Amsterdã, Bucareste, Copenhague e Glasgow de 25% a 33%. Já Londres inicialmente estima 25% de público, mas pretende ampliar esse número.
Publicidade
A Eurocopa deveria ter acontecido em 2020, mas foi adiada em um ano por causa da pandemia de covid-19. A competição acontecerá entre 11 de junho e 11 de julho.