A repercussão da criação da Superliga de clubes gerou críticas e protestos por toda a Europa ao longo do dia
A repercussão da criação da Superliga de clubes gerou críticas e protestos por toda a Europa ao longo do diaAFP
Por O Dia
Londres, Inglaterra - Após o Manchester City anunciar a saída da Superliga Europeia, mais quatro clubes ingleses anunciaram a desistência do torneio. Através de notas oficiais, Manchester United, Arsenal, Liverpool e Tottenham também deixaram o projeto. Único inglês ainda na liga, o Chelsea já é dado como mais um desistente por jornais ingleses.
Atlético de Madrid, Barcelona, Real Madrid, Inter de Milão, Juventus e Milan seguem no torneio. Nas notas, os ingleses citaram a vontade dos torcedores, do governo e de outras partes foram os motivos para a desistência.
Publicidade
"Continuamos comprometidos em trabalhar com outras pessoas em toda a comunidade do futebol para encontrar soluções sustentáveis para os desafios de longo prazo que o futebol enfrenta", escreveu o Manchester United.
"Lamentamos a ansiedade e o aborrecimento causados pela proposta da Superliga. Sentimos que era importante que nosso clube participasse do desenvolvimento de uma possível nova estrutura que buscava melhor garantir o fair play e a sustentabilidade financeira, ao mesmo tempo em que fornecia um apoio significantemente maior para a pirâmide futebolística mais ampla", disse o presidente do Tottenham, Daniel Levy.