Por renata.amaral

Estados Unidos - Vitor Belfort revelou que a luta com Chris Weidman, em que o brasileiro foi nocauteado, pode não ter sido a sua última disputa no UFC. Em entrevista ao programa 'Sensei SporTV', o lutador afirmou que Dana White, presidente do Ultimate, e Lorenzzo Fertitta, CEO da organização, entraram em contato com ele logo após o confronto com o americano e perguntaram se estaria disposto a fazer uma nova corrida pelo título.

LEIA MAIS: Notícias, lutas e bastidores: tudo do mundo do MMA

"Lorenzo e Dana me ligaram no dia seguinte. 'Vitor, queremos saber como você está'. Eles sabiam que foi um ano e difícil, eu me adaptando a tudo isso. Muitas mudanças e me perguntaram: 'Você quer fazer mais um 'run' (corrida) ao cinturão?'. Eles sabem do meu potencial, queriam saber se eu topava. Eu sei que na categoria ainda estou entre os tops. E não vou mentir, não vou só para fazer. Se eu for é para ganhar o cinturão", disse.

Vitor Belfort pode lutar pelo cinturão dos pesos médios novamenteReprodução Internet

Belfort disputou o cinturão dos pesos médios contra Weidman e teve uma luta polêmica. O brasileiro iniciou a disputa de forma agressiva, porém foi perdendo força e em seguida foi nocauteado pelo americano.

"Eu sei tudo o que fiz de errado. Toda vez que eu vejo essa luta eu penso: eu quero de novo, eu quero ir de novo e lutar com ele. Se fosse do meu ver, marcava uma revanche, mas existe um mercado, uma organização. Tem que seguir certas coisas", finalizou.

Você pode gostar