Washington Rodrigues: Pé maior que o sapato

Por

Marta, CBF, homenagem
Marta, CBF, homenagem -

Rio - A CBF sinaliza com a possibilidade de rever o calendário a partir de 2020. Com a pressão dos investidores, especialmente da televisão, foram criadas ou alongadas competições sem o menor cuidado com a saúde dos atletas e a qualidade dos espetáculos. Para 2019, teremos os 18 dias da pré-temporada e, em seguida, começa o massacre. Campeonatos estaduais, Copa Libertadores, Copa Sul-Americana, Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro, Copa América e as datas Fifa para os amistosos caça-níqueis. Com jogos a cada três dias e viagens, não sobra tempo para treinamentos e recuperação física dos jogadores. Do outro lado do balcão está o público consumidor, que não consegue acompanhar seu clube nos estádios como gostaria. Já que vai mexer, que seja criada uma comissão que inclua técnicos, médicos e fisiologistas para uma ampla discussão da matéria. A CBF tem pés 44 e quer enfiá-los em sapatos 36. Nem mesmo com vaselina.

 

PEDALADAS

O técnico Felipão festejou 70 anos com direito a bolo e velinhas. Os jogadores do Palmeiras prometeram o título brasileiro.

A torcida do Palmeiras comprou mais de 30 mil ingressos para o jogo de quarta-feira com o Fluminense, no Allianz Parque.

Renato Gaúcho não é sonho apenas do Flamengo. Existem outros clubes interessados e até mesmo proposta gorda do exterior. O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, garante a renovação com o treinador.

BOLA fora

Paulo Henrique Ganso trocou o Sevilla pelo inexpressivo Amiens, da França, mas sua sorte não mudou. Continua sem oportunidade e aquecendo o banco de reservas.

BOLA DENTRO

Vinicius Junior dominou as manchetes depois da estreia na Champions. Entrou no segundo tempo na vitória do Real Madrid por 5 a 0 sobre o Viktoria Plzen, da República Tcheca.

VASCO PRECISA SER O TIME DA VIRADA

O que a galera espera do Vasco do técnico Alberto Valentim para o jogo de hoje à tarde é que confirme que é mesmo o time da virada e se vire para vencer o Grêmio em Porto Alegre e diante da empolgada torcida gaúcha. Seria uma conquista muito importante porque, com 38 pontos, o Vasco precisa de mais sete para se livrar do Forno Crematório da Segundona e estabelecer um clima interno mais ameno, que possibilite ao clube enfrentar as crises políticas internas que parecem não ter fim. Já o Grêmio está na briga para conseguir uma vaga direta na próxima edição da Libertadores da América.

Comentários

Últimas de A Palinha Do Apolinho