Por rafael.arantes

Rio - São apenas 21 anos, mas o pensamento já é de gente grande. Hyuri chegou há pouco tempo no Botafogo e com a certeza da dificuldade que encontraria para arrumar um espaço na equipe titular. Mesmo com a consciência de que poderia ser um diferencial para a equipe pelas suas características em campo, o garoto não teria facilidade para se firmar no Glorioso. O mais surpreendente é que a hora chegou mais rápido do que era esperado.

Hyuri teve estreia de gala e encantou a torcida do BotafogoAndré Mourão / Agência O Dia

Foi de repente quando o Botafogo anunciou a saída de Vitinho, considerado o grande destaque da equipe, para o futebol russo. Com o impacto da notícia, o nome de Hyuri cresceu nos bastidores. Já regularizado, o garoto aguardava por uma oportunidade com a certeza de que poderia estar cravando seu espaço no clube.

Para retribuir a confiança do técnico Oswaldo de Oliveira e orgulhar o 'paizão' Seedorf, Hyuri deixou de lado a juventude para mostrar um futebol de gente grande. A chance surgiu contra o Coritiba, o garoto começou entre os titulares e fez a diferença em campo. Estreia no Maracanã, gol de cabeça, torcida vibrando, vitória alvinegra e, para coroar a atuação de gala, um gol de placa.

Festa no Maraca, festa em General Severiano e muita festa em Jacarepaguá, onde mora o atleta. Considerado o melhor em campo na noite da última quinta-feira, Hyuri acordou nesta sexta com uma sensação diferente. Destaque da rodada, o garoto, que tanto torceu para o Botafogo quando mais jovem, agora vive o lado inverso da época de torcedor. 

Quando mais jovem, Hyuri torcia para o Botafogoarquivo pessoal

"Literalmente, tenho certeza que não haveria estreia melhor. Fico feliz, mas agradeço ao grupo, à diretoria, à comissão técnica, a funcionários e à torcida. Se não me desses tranquilidade, não teria tido essa atuação. O limite é o céu, títulos. A importância de ter esse contato com os mais experientes é de muita grandeza. Tive essa vivência, estou dando seguimento, procurando observar para aprender. Fico feliz porque, dentro do ensinamento, estão me passando muita confiança para desenvolver meu trabalho", comentou o atacante.

Entre os amigos, o clima era de alegria. Festa e orgulho do mais novo talento alvinegro. No Facebook, as mensagens eram repletas de elogios e até músicas para a torcida eram ensaiadas, já deixando de lado a ausência do antigo xodó alvinegro: "Vem no sapatinho, quem tem Hyuri não precisa de Vitinho", publicou um dos amigos.

O pensamento, agora, é no futuro. Com o clube em boa fase e já com espaço garantido no colo da torcida alvinegra, Hyuri terá pela frente o desafio de conseguir se firmar ao lado de Seedorf, Lodeiro e companhia. A receita para o sucesso no Glorioso é o de se manter focado e com a cabeça tranquila.

"É só continuar trabalhando mais forte. As pessoas começam a cobrar mais, se eu não continuar rendendo, vão vir críticas pesadas. Só penso em trabalhar mais forte e ajudar os companheiros. Vai ter jogo que não vai sair gol, mas vou sempre colaborar na marcação", acrescentou o atleta, em conversa com o site oficial do Botafogo.

Pelo Instagram, o atleta não demorou muito para se manifestar e agradecer ao apoio de amigos e companheiros. O sentimento demonstrado pelo novo craque alvinegro é o de felicidade e a sensação de dever cumprido também se faz presente.

"Indescritível a felicidade de ver milhares de sorrisos, receber milhares de abraços, sentir uma energia fortíssima e poder começar retribuindo da melhor forma possível. Feliz pela estreia, pelo apoio de todos, pela recepção. Vocês são demais. Botafogo, unidos pelo título", publicou o atacante.

Para finalizar o dia mais que especial, Hyuri ainda se deparou com uma surpresa. Um vídeo publicado em 2009, onde o garoto aparece dançando ao lado de um amigo, passou a ser sucesso nas redes sociais e, além do talento dentro de campo, o craque da bola também mostrou um outro gingado.


Você pode gostar