Botafogo vive mais um dia de protesto: torcida solta morteiro no Engenhão

Indignação é pela saída do clube do G-4 do Brasileiro

Por fabio.klotz

Rio - O Botafogo viveu mais um dia de protesto. Nesta quinta-feira, cerca de 20 torcedores foram ao Engenhão cobrar o time após a saída do Alvinegro do G-4 do Brasileiro e chegaram a atirar um morteiro. O carro do preparador físico Leandro Cardoso foi atingido com pedras. Na quarta, depois do empate com a Portuguesa, o ônibus da delegação foi cercado e alvejado por ovos.

O clube reforçou o policiamento nas dependências do Engenhão. Os protestos viraram rotina no Botafogo. Foi o terceiro da semana. Na segunda, após a derrota para o Internacional, torcedores foram ao aeroporto e hostilizaram a delegação.

Com o clima tenso, o Botafogo se prepara para o jogo contra o Atlético-PR, neste sábado, às 19h30, no Maracanã. O Alvinegro agora está na quinta colocação, com 54 pontos, dois a menos do que o Goiás, primeiro clube no G-4.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia