Após polêmicas, Jefferson recebe três meses de salários atrasados

Depois de bater boca com gerente de futebol, Gottardo, o goleiro da Seleção ao menos recebeu uma quantia financeira

Por pedro.logato

Rio - Preocupada com o descontentamento de Jefferson, a diretoria alvinegra correu para evitar uma possível saída do goleiro por rescisão unilateral na Justiça. Nesta sexta-feira, o jogador recebeu três meses de salário na carteira e garantiu sua permanência no clube.

Jefferson recebeu ajuda financeiraMárcio Mercante

Ele ganhou R$ 450 mil, mas ainda está com seis meses de direitos de imagem atrasado. Entretanto, não pode mover ação contra o clube, já que o valor que recebe na carteira de trabalho está em dia.

O contrato do goleiro com o Botafogo vai até o fim de 2015, mas, por causa do atrito com a diretoria, pode ser negociado em janeiro. O São Paulo é um dos interessados.

‘Retorno’ do presidente é elogiado

Após a derrota para o Grêmio pela 25ª rodada do Brasileiro, Jefferson polemizou ao dizer que o time estava abandonado pela diretoria. Menos de uma semana depois, Maurício Assumpção reapareceu, demitiu quatro jogadores e voltou a frequentar os treinos.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Na Ásia com a Seleção, o goleiro não pôde acompanhar o retorno do presidente ao dia a dia, mas elogiou a atitude.

“Quero deixar claro que o presidente Maurício Assumpção não tem nada a ver com essa situação com Gottardo. Pelo contrário. Fiquei feliz de saber que está vindo aos treinos, de saber que o representante do Botafogo está nos acompanhando”, afirmou o capitão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia