Por pedro.logato

Rio - Com Renê Simões acertado como novo treinador do Botafogo, agora o clube busca um nome para ser o novo diretor-técnico no lugar de Wilson Gottardo, que foi demitido. O nome de Anderson Barros perdeu força e está praticamente descartado por causa do alto salário em um momento que o Alvinegro sofre com as finanças. A solução deve ser colocar Carlos Alberto Torres, que vem colaborando com a nova diretoria no cargo.

Carlos Alberto Torres pode assumir função no GloriosoCarlos Moraes

A ida do Capitão do Tri para a função agrada por vários fatores. Seria um nome mais barato, com aceitação no mercado e identificado com a nova diretoria, já que apoiou a eleição do presidente Carlos Eduardo Pereira desde o primeiro momento.

PATROCÍNIO MASTER

O Botafogo e Viton 44 seguem tentando encontrar um meio termo na negociação, mas ainda não tiveram sucesso. Em caso de acerto, já está estabelecido que a empresa só terá a parte do patrocínio master (frente e costas da camisa), bem diferente deste ano, quando também estampou as marcas na barra e manga do uniforme alvinegro por R$ 25 milhões.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

A Viton 44 ofereceu R$ 9,5 milhões de patrocínio, mas o Botafogo fez a contra-proposta de R$ 14 milhões, o mesmo que a empresa paga ao Fluminense. Os dois lados precisarão ceder bastante para conseguir chegar a um acordo.

Você pode gostar