René Simões aprecia a joia do Botafogo

Técnico rasga elogios ao jovem Luis Henrique, mas é cauteloso ao bancá-lo para jogo contra o Bragantino

Por pedro.logato

Ceará - Embora não tenha repetido o brilho reluzente da estreia, Luis Henrique teve a aprovação do professor René Simões no empate com o Ceará. O garoto de 17 anos, com apenas dez dias entre os profissionais, já se tornou o dono da camisa 9 do Botafogo e nomes como Bill e Rafael Oliveira, cuja negociação foi frustrada, caíram no esquecimento. O fato de a partida ser sua primeira fora de casa pelo time principal não o intimidou. Manteve a movimentação característica, buscando participar a todo momento.

René Simões elogiou o jovem atleta alvinegroDivulgação

A postura, digna de um experiente, rendeu elogios do comandante, que tenta frear a empolgação provocada pelo surgimento de uma estrela, mas a deixa transparecer quando fala de Luis Henrique.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

“A melhor jogada do primeiro tempo foi dele. Ele saiu de um zagueiro fortíssimo, que é o Sandro e meteu uma linda bola na trave. Da onde eu estava, vi o gol. Aprovei a partida dele. Ele se movimentou e fugiu da marcação. O passe é que não chegou a ele, porque, se chegasse certo, ele sairia na cara do gol. Ele foi bem”, disse.

A sequência do camisa 9 como titular no Botafogo dependerá unicamente das suas condições físicas. Ele ainda está no processo de adpatação à intensidade das partidas profissionais. No quesito técnico, ele já agradou tanto treinador quanto torcida.

A cautela pautará a participação ou não de Luis Henrique no duelo de sexta-feira, contra o Bragantino, no interior paulista. Renê não quer nem imaginar a possibilidade de perder o atacante por lesão, ainda mais agora, que ele se tornou o único de referência no elenco do Botafogo.

“Vamos com calma, vamos ver como ele vai estar em relação às cãibras para o próximo jogo. Não sei se joga ou se não joga. Vamos conversar com ele e avaliar”, afirmou o técnico.

Depois de repetir a escalação nos jogos contra Sampaio Corrêa e Ceará — fato inédito na competição —, René será obrigado a fazer, pelo menos, uma mudança. Elvis deve ganhar a vaga de Daniel Carvalho, suspenso.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia