Sassá comanda virada do Bota sobre o Paraná e garante liderança da Série B

Vindo do banco, atacante brilhou ao marcar os dois gols do Alvinegro e foi o responsável pela terceira vitória seguida

Por edsel.britto

Rio - Sassaricou. Após garantir a vitória do Botafogo contra o Vitória no sábado, Sassá voltou a mostrar estrela e nesta terça-feira marcou os dois gols da virada do Alvinegro sobre o Paraná, garantindo o triunfo por 2 a 1, no Estádio Nilton Santos. Foi o terceiro gol do atacante nos últimos dois jogos do Bota. Gustavo Sauer descontou para os visitantes.

FOTOGALERIA: Confira as imagens da vitória do Botafogo sobre o Paraná

Apesar do brilho de Sassá, a partida foi marcada por erros da arbitragem, que anulou dois lances de gols legítimos do Botafogo, mas que acabaram não fazendo falta para o Glorioso. Com a vitória, a terceira seguida, o Bota segue na liderança da Série B com 45 pontos. Na sexta-feira, a equipe volta a campo e enfrenta o Mogi Mirim, no Espírito Santo, às 21h30.

Sassá foi a estrela da noite e marcou os dois gols da vitória do Botafogo sobre o ParanáAndré Mourão / Agência O Dia

Já o Paraná quebra uma sequência de duas vitórias e ascenção na tabela, parando nos 32 pontos na 11ª colocação. Também na sexta, o Tricolor recebe o Paysandu, às 20h30, no Estádio Durval de Britto.

O JOGO

Cheio de mudanças, o Botafogo foi com uma equipe bem diferente da que enfrentou e venceu o Vitória no fim de semana. E logo de início, o time teve dificuldades. Compactado e com velocidade, o Paraná assustava nos contra-ataques, mas não conseguia finalizar as jogadas. Aos 7, o Alvinegro teve a primeira chance. Lulinha entrou livre nas costas da zaga, chutou em cima do goleiro, mas já ia aproveitando o rebote para marcar, mas o lance foi invalidado por impedimento, que era duvidoso.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

A marcação de pressão do Paraná deus frutos aos 13. Diego Giaretta errou feio e entregou a bola de graça para Gustava Sauer. O meia paranista entrou na área, driblou e deixou perdido Roger Caravalho antes de finalizar no canto, sem chances para Helton Leite. 1 a 0 para os visitantes.

O Botafogo se mandaou de vez para o ataque e teve três chances incríveis. Primeiro, Navarro aproveitou a bola que sobrou após cobrança de falta de Tomas, e sozinho de cara pro gol, o uruguaio pegou muito embaixo e isolou. Dois minutos depois, Renan Fonseca cabeceou forte e Felipe Alves operou o seu primeiro milagre. Na sequência, Lulinha acertou uma linda bicleta, mas parou mais uma vez na muralha do Paraná, que evitou o empate Alvinegro. Aos 25, Navarro ainda teve mais uma chance, mas cabeceou para fora.

Álvaro Navarro perdeu uma chance clara no início da partida e passou em branco desta vezAndré Mourão / Agência O Dia

Após a sequência de chances, o Alvinegro diminuiu o ritmo e não conseguiu mais criar chances claras de gols, abusando dos erros de passe. Aos 39, a arbitragem voltou a entrar em cena. Após falta cobrada por Tomas, Roger Carvalho apareceu sozinho na área e apenas desviou para o fundo das redes. Porém, o auxiliar mais uma vez invalidou o gol por impedimento, mesmo com o zagueiro do Fogão estando na mesma linha do adversário. Apesar das chances criadas, o Botafogo foi para o intervalo em desvantagem.

Assim como no primeiro tempo, o Paraná foi quem tomou a inciativa e tentou partir para cima do Botafogo buscando ampliar a vantagem no placar, mas o jogo em si careceu de emoção até a entrada de Sassá na partida. Depois disso, o atacante começou a mudar a sorte do Alvinegro na partida. Aos 25, ele teve sua primeira oportunidade e não desperdiçou. Após cabecear e a zaga afastar, o camisa 18 finalizou com vontade e igualou o placar para o Bota.

E só deu Sassá na partida. Aos 34, o atacante invadiu a área pela esquerda, driblou o Felipe Alves, mas ficou sem ângulo e acabou chutando para fora. Dois minutos depois, o camisa 18 apareceu de novo, em mais um lance polêmico da arbitragem. Luís Ricardo cruzou da direita para o atacante subir sozinho e testar para o fundo das redes. Porém, o árbitro Francisco Carlos do Nascimento anulou o lance alegando falta de Luís Henrique dentro da área. 

Willian Arão teve boa atuação e começou a jogada do gol da virada AlvinegraAndré Mourão / Agência O Dia

Mas aos 42, Sassá apareceu para se consagrar de vez. Willian Arão levantou na área e achou Daniel Carvalho livre por trás da zaga, que só escorou para o camisa 18 Alvinegro empurrar, em posição legal, para o fundo das redes e virar a partida no Nilton Santos. Foi o terceiro gol do atacante nos últimos três jogos. De quebra, ele garantiu a terceira vitória seguida da Estrela Solitária e a manuntenção da equipe na liderança.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2x1 PARANÁ

Estádio: Nilton Santos (RJ)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Gols: Gustavo Sauer (Paraná, aos 13' do 1ºT) e Sassá (Botafogo, aos 29'  e aos 42' do 2ºT)
Cartões Amarelos: Rafael Carioca, Gustavo Sauer (Paraná) e Tomas, Elvis, Luís Henrique (Botafogo)
Cartões Vermelhos:

BOTAFOGO: Helton Leite, Luís Ricardo, Renan Fonseca, Roger Carvalho e Diego Giaretta; Camacho, Willian Arão, Elvis, Lulinha (Sassá, aos 16' do 2ºT) e Tomas (Daniel Carvalho, aos 8' do 2ºT); Álvaro Navarro (Luís Henrique, aos 23' do 2ºT). Técnico: Ricardo Gomes

PARANÁ: Felipe Alves, Ricardinho, Anderson Uchoa, Luciano Castán e Rafael Carioca; Fernandes, Gustavo Sauer (Carlinhos, aos 23' do 2ºT), Danielzinho (Paulo Henrique, aos 32'  do 2ºT) e Rafael Costa; Gabriel Leite (Crystian, aos 24' do 2ºT) e Carlão. Técnico: Fernando Diniz.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia