Aguirre - Vitor Silva / SSPress / Botafogo
AguirreVitor Silva / SSPress / Botafogo
Por O Dia

Rio - O Botafogo fez valer o fator casa e cumpriu a missão de vencer o Sport (2 a 0), sábado, no Nilton Santos. O resultado, além de levar mais tranquilidade ao clube, que luta para se livrar do risco de rebaixamento, serviu para renovar a esperança do setor ofensivo. Afinal, um atacante voltou a balançar a rede depois de 11 jogos de jejum do setor, graças a Rodrigo Aguirre, que fez o seu primeiro gol com a Estrela Solitária no peito.

"Atacante tem que fazer gol", disse o uruguaio, que demorou 13 jogos para, enfim, desencantar. A vitória ainda coroou a boa estreia de Erik, que passou em branco, mas satisfez os torcedores e o técnico Zé Ricardo. O meia-atacante, de 24 anos, emprestado pelo Palmeiras até dezembro, foi anunciado na quinta-feira, apresentado na sexta-feira e foi titular no sábado.

"O Erik está conosco faz uma semana, mas apresentou níveis excelentes", elogiou o técnico Zé Ricardo, que destacou outro ponto positivo na vitória sobre o Sport: a atuação de Luiz Fernando. Com dribles desconcertantes, ele fez cruzamento perfeito para Carli abrir o placar.

A única preocupação de Zé Ricardo está no gol. Com Jefferson e Gatito lesionados, o treinador foi obrigado, durante o jogo contra o Sport, a substituir Saulo, com um incômodo muscular, por Diogo, mas Saulo deve enfrentar o Grêmio, sábado, em Porto Alegre.

Você pode gostar
Comentários