Botafogo: Fé e casa cheia rumo à vaga

Com apoio da torcida, time só precisa do 1 a 0 contra o Bahia para seguir na Sul-Americana

Por O Dia

O atacante Kieza é uma das armas ofensivas do Botafogo para tentar reverter a vantagem do Bahia e ir às quartas de final da Sul-Americana
O atacante Kieza é uma das armas ofensivas do Botafogo para tentar reverter a vantagem do Bahia e ir às quartas de final da Sul-Americana -

Rio - Com promessa de casa cheia no Nilton Santos até ontem, mais de 27 mil ingressos haviam sido vendidos , o Botafogo encara o Bahia, às 21h45, em busca de uma vaga nas quartas de final na Sul-Americana. Enquanto o time tenta eliminar o risco de rebaixamento no Brasileiro, o torcedor alvinegro sonha com o título continental para fechar o ano, que já rendeu a conquista do Carioca, com chave de ouro.

Com a missão vencer por pelo menos 1 a 0 ou dois gols de diferença caso o Bahia também marque , o Glorioso precisa fazer valer o retrospecto positivo quando joga diante de sua torcida. Entre Sul-Americana e Libertadores, a equipe venceu 13 dos 19 jogos que disputou em casa, além de quatro empates e apenas duas derrotas.

Na esperança de conquistar o bicampeonato continental, a inspiração está no elenco campeão da Conmebol há 25 anos, que foi homenageado pelo clube na segunda-feira, em General Severiano. Em entrevista coletiva, o técnico Zé Ricardo lembrou a conquista.

"O Botafogo não era tido como favorito, mas fez por merecer o título, e a gente está no caminho. Talvez não sejamos considerados favoritos, mas estamos na briga. Nesse momento temos o direito de sonhar. Na competição de mata-mata, se as coisas forem acontecendo e as coisas derem liga, pode acontecer. Podemos chegar", prevê.

GATITO AINDA FORA

O volante Jean, autor de um gol no empate em 2 a 2 com o São Paulo, sábado, no Nilton Santos, sofreu uma lesão na coxa esquerda na mesma partida e não ficará à disposição do técnico Zé Ricardo. Para a sua vaga, deve ser escalado Matheus Fernandes, mantendo o esquema com três volantes, mas o meia Renatinho também é uma opção.

O goleiro Gatito Fernández, que está recuperado de uma lesão no punho direito, era tratado como dúvida para o duelo, mas a comissão técnica entendeu que seria arriscado promover sua volta em um jogo tão importante e vetou seu retorno aos gramados. Outro desfalque é o atacante Erik, principal jogador do Alvinegro desde que chegou ao clube, em agosto, que já defendeu o Atlético-MG na competição e não pode disputá-la por outra equipe.

Comentários