Botafogo segura a pressão do Ceará e sai com um ponto de Fortaleza

Alvinegro segue em 12º lugar, com quatro pontos de vantagem para os cearenses, os primeiros na zona da degola

Por O Dia

Ceará e Botafogo ficaram no 0 a 0
Ceará e Botafogo ficaram no 0 a 0 -

Ceará - Pelo que apresentou em campo no Castelão, o Botafogo saiu muito no lucro ao segurar o 0 a 0 com o Ceará nesta segunda-feira. Com um pênalti contra perdido e um gol sofrido bem anulado pela arbitragem, o Glorioso praticamente não teve chance clara e mesmo assim somou um ponto importante fora de casa na disputa contra o rebaixamento, mantendo-se em 12º lugar com quatro pontos de vantagem para os cearenses, os primeiros na zona da degola.

Veja a classificação

Foi difícil para o torcedor do Botafogo assistir ao primeiro tempo pelo simples fato de que o time de Zé Ricardo não parecia disposto a vencer. Com uma atuação desastrosa da defesa ao ataque, o Glorioso teve sorte em não ir para o vestiário perdendo.

Ao contrário do Ceará, que se mostrou disposto a sair da zona de rebaixamento, o Botafogo assistiu passivamente o adversário criar as melhores chances. Juninho Quixadá fez o que quis pelo lado esquerdo dos cariocas e, num dos muitos lances em que entrou na área driblando, foi derrubado por um displicente Rodrigo Lindoso. Pênalti que Arthur chutou para fora, aos 30, para alívio botafoguense. Sem criatividade no meio de campo, o Botafogo ainda tinha Pimpão, que entrou no lugar de Erik, sem inspiração, e Kieza sem dar prosseguimento às jogadas. Por isso, não foi de se espantar que o time não teve nenhuma jogada de perigo ao gol do Ceará.

Na volta do intervalo, Zé Ricardo tirou o inoperante Matheus Fernandes e colocou o zagueiro Marcelo Benevenuto para reforçar a marcação no meio. Funcionou e o Botafogo fechou os espaços e ainda apareceu mais no ataque. Na melhor chance, logo no primeiro minuto, Pimpão cruzou, mas Kieza não alcançou de cabeça e Éverson espalmou.

Mais próximo à área adversária, o Botafogo só não teve criatividade para chegar ao gol. Ainda assim, conseguiu se manter tranquilo no jogo, até que Zé Ricardo tirou Bochecha e colocou Erik. Com apenas um jogador de meio de campo (Lindoso), o Glorioso se perdeu de novo.

Em saída de bola errada de Luís Ricardo, o Ceará até marcou, aos 20, com Juninho Quixadá, mas a arbitragem marcou corretamente impedimento. E Saulo ainda salvou com duas grandes defesas, aos 30, em cabeçada de Ricardo Bueno e rebote de Quixadá. No fim, o Botafogo sofreu pressão, mas se aguentou.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 0 x 0 BOTAFOGO

CEARÁ - Everson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Eduardo Brock e Felipe Jonatan; Edinho, Richardson e Juninho Quixadá (Pedro Ken); Calyson, Felipe Azevedo (Ricardinho) e Arthur (Ricardo Bueno). Técnico: Lisca.

BOTAFOGO - Saulo; Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson (Moisés); Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes (Marcelo Benevenuto), Gustavo Bochecha (Erik), Luiz Fernando e Rodrigo Pimpão; Kieza. Técnico: Zé Ricardo.

CARTÕES AMARELOS - Tiago Alves (Ceará); Matheus Fernandes, Rodrigo Pimpão, Joel Carli (Botafogo).

ÁRBITRO - Raphael Claus (Fifa/SP).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Galeria de Fotos

Ceará e Botafogo ficaram no 0 a 0 Conteúdo Estadão
Zé Ricardo comentou atuação 'abaixo' do Botafogo diante do Ceará Alexandre Brum / Agencia O Dia