Xerife minimiza os atrasos salariais do Botafogo

Com os jogadores alvinegros sem receber há dois meses, Joel Carli garante que o problema não interfere em campo

Por

Capitão do Botafogo, Joel Carli volta ao time na partida de sábado contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada
Capitão do Botafogo, Joel Carli volta ao time na partida de sábado contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada -

Rio - Um dos líderes do elenco alvinegro, o capitão Joel Carli falou, em entrevista coletiva, sobre os dois meses de salários atrasados no clube. Experiente, o argentino assegurou que a demora em regularizar a situação não tem afetado o desempenho da equipe no Campeonato Brasileiro. Em décimo terceiro lugar na tabela, com 35 pontos, o Alvinegro não vence há quatro partidas três empates seguidos e uma derrota, por 1 a 0, em casa, para o Bahia.

"Não sou hipócrita, ninguém gosta de salário atrasado, mas está muito longe de interferir. Somos muito responsáveis pelo momento que estamos passando", garantiu o xerife, acrescentando que não lhe agrada comentar a falta de dinheiro. "Fica muito feio falar disso. Sou jogador de futebol, sou responsável pelo que acontece em campo, mas têm pessoas responsáveis para falar sobre isso", completou.

Em grave crise financeira, a diretoria do Botafogo tenta resolver o problema o quanto antes. O presidente Nelson Mufarrej chegou a dizer que ainda nesta semana o dinheiro estaria na conta dos jogadores para deixá-los mais tranquilos para a sequência do Brasileiro.

De volta ao time depois de cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo, desfalcando a equipe na derrota para o Bahia, Carli comentou a pedreira que será enfrentar o Atlético-PR, sábado, às 21h, na Arena da Baixada, em Curitiba. "É um time muito forte em casa, com jogadores muito rápidos. Eles têm um estilo de jogo de virar rapidamente a bola e fazer muitos cruzamentos. Trabalhamos muito para tentar anular o jogo deles e impor o nosso, porque sabemos que precisamos de um bom resultado".

ELIMINAÇÃO NO SUB-17

Ontem, pela Copa do Brasil Sub-17, o Botafogo foi eliminado nas oitavas de final pelo Coritiba, em Várzea das Moças, Niterói. O jogo terminou empatado em 1 a 1 no tempo normal. Nos pênaltis, o time paranaense levou a melhor por 5 a 3.

Comentários