Zé Ricardo vê vantagem pequena e projeta dificuldades para o Botafogo na quarta

Alvinegro busca classificação na Sul-Americana

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Zé Ricardo
Zé Ricardo -

Rio - Depois de vencer por 1 a 0 na ida, no Engenhão, o Botafogo visita o Defensa y Justicia nesta quarta-feira, em Buenos Aires, em busca da vaga para a segunda fase da Copa Sul-Americana. Nesta segunda, o técnico Zé Ricardo avaliou a vantagem como "pequena" e previu bastante dificuldade diante da principal surpresa do Campeonato Argentino.

"Ficou evidente que teremos um adversário difícil pela frente. Uma equipe que vem fazendo um excelente Campeonato Argentino e não esperamos nada diferente disso lá. Estamos treinando bem e vamos para tentar nos impor. A vantagem que temos é pequena e se o Botafogo não buscar jogar as dificuldades serão maiores. Com muito respeito ao adversário, mas teremos um Botafogo com muita vontade de avançar de fase", declarou.

A análise de Zé Ricardo não é à toa. Afinal, o Defensa y Justicia é o único invicto do Campeonato Argentino após 19 jogos e lidera a competição. Nas últimas 24 partidas disputadas, foram apenas duas derrotas, incluindo a do Engenhão para o Botafogo.

"Aqui mesmo, na quarta-feira passada, a gente não se lançou ao ataque de qualquer maneira por saber da qualidade deles. Eles têm uma chance clara de título no Campeonato Argentino, respeitamos, mas também buscamos o jogo. Tivemos uma pequena evolução e agora contamos com a concentração de todos os atleta, o que conta demais numa partida tensa. Precisamos ter os nervos no lugar para levarmos a classificação para o Brasil", avaliou.

O treinador do Botafogo só lamentou a ausência de Joel Carli, que sofreu uma torção no joelho diante do Campinense, pela torcida, e foi vetado. Ele será substituído por Marcelo. "Foi uma fatalidade e todos os atletas estão passíveis a isso. Infelizmente, sentiu um problema no joelho. Pediu para viajar com a gente, para ficar no hotel, mas achamos melhor que ele fique para seguir o treinamento. Temos um grupo equilibrado e temos que dar muita moral para o Marcelo, que quando subiu foi muito bem na Libertadores. Tenho certeza que ele dará conta do recado."

 

Comentários