Botafogo é eliminado da Copa do Brasil pelo Juventude, time da Série C do Brasileiro

Resultado e atuação pífia deixam o técnico Zé Ricardo em situação delicadíssima

Por O Dia

Com o goleiro alvinegro Gatito Fernández batido, Braian Rodríguez comemora o primeiro gol do Juventude
Com o goleiro alvinegro Gatito Fernández batido, Braian Rodríguez comemora o primeiro gol do Juventude -

Caixas do Sul - Chegou ao fim a trajetória do Botafogo na Copa do Brasil de 2019. A equipe saiu na frente do Juventude — gol de Cícero —, mas, com um jogador a menos (o volante Alex Santana foi expulso no fim do primeiro tempo), os gaúchos viraram e se classificaram para a quarta fase da competição: 2 a 1.

Em mais uma atuação sofrível, desta vez diante de uma equipe da Série C do Brasileiro, o Alvinegro foi presa muito fácil para o algoz gaúcho, que volta a atrapalhar os planos do clube de General Severiano 20 anos depois de faturar o título da competição no Maracanã.

Por alguma intervenção dos deuses do futebol, o Botafogo não foi para o intervalo já eliminado, tamanha a facilidade dos gaúchos em criarem oportunidades claras de gol. Aos 32, Cícero, que já tinha tido um gol anulado, colocou o Alvinegro em vantagem.

Depois, o volante Alex Santana, que já tinha levado um cartão amarelo, fez falta besta e tomou o vermelho. A coisa toda desandou de vez.

Logo no começo da etapa complementar, Diego Souza perdeu a chance de ampliar a vantagem depois de uma lambança da zaga adversária. Na pressão, o Juventude seguiu martelando em busca do gol de empate, que saiu aos 15, com Braian Rodríguez, após cochilada de Marcelo Benevenuto.

Aos 44 minutos, depois de tanto insistir, Dalberto colocou o prego que faltava no caixão do Botafogo. Resta saber até quando o técnico Zé Ricardo vai resistir no cargo.

Comentários